No ar:
A Voz do Brasil - EBC Serviços    19h00min às 20h00min

Ouvir!     

» Esporte » Fórmula 1


13/09/2020 | 14h15min

Hamilton chega a 90 vitórias em prova no GP de Mugello de F1

Corrida cheia de acidentes e alternativas teve três relargadas e fortes brigas pelo pódio

Britânico perdeu liderança na largada, mas recuperou para faturar mais uma taça | Foto: Miguel Medina / AFP Britânico perdeu liderança na largada, mas recuperou para faturar mais uma taça | Foto: Miguel Medina / AFP

Lewis Hamilton chegou à vitória 90 na Fórmula 1. Mas o nome do GP da Toscana é o de Valtteri Bottas. Por quê? Por ter provocado tudo que aconteceu no começo da corrida.

 

O começo da corrida em Mugello dos mais problemáticos dos últimos tempos. Após um incidente logo na largada tirar Max Verstappen e Pierre Gasly, a relargada pós-safety car contou com acidente ainda pior tirando Nicholas Latifi, Kevin Magnussen, Antonio Giovinazzi e Carlos Sainz da corrida.

 

No primeiro momento, Verstappen largou lento por conta de problemas no motor, o que causou certo furor. Sainz tocou Lance Stroll e rodou, o que fez com que Verstappen, Gasly e Kimi Räikkönen ficassem lado a lado e batessem - só o finlandês escapou. Max e Pierre abandonaram, Sainz perdeu várias posições e Sebastian Vettel ainda pegou a rebarba, tocou no meio da fila e precisou parar. Safety-car, então.

 

Na sétima volta, relargada. Mas Valtteri Bottas, que tomara a dianteira lá no começo, segurou a fila o máximo possível para retardar o ataque de Lewis Hamilton. No meio da reta dos boxes, ainda estava ziguezagueando quando, atrás, o pelotão ficou sem espaço.

 

No meio, batida generalizada. Giovinazzi chegou a sair do chão e o bate-bate ali no meio fez com que Magnussen, Sainz e Latifi batessem forte uns nos outros e de maneira determinante para abandonos. Outros também se envolveram de forma mais leve. No rádio, Grosjean soltou os cachorros para cima de Bottas por ter segurado a fila.

 

A direção de prova preferiu chamar a bandeira vermelha para limpar o traçado e, enfim, começar a corrida. Que teve uma nova relargada. Foi nela que Hamilton se deu bem, retomou o primeiro lugar e dele não saiu mais. Mas a corrida ainda teria um forte acidente de Lance Stroll, que provocou nova bandeira vermelha e relargada no grid.


Veja também:


30/09/2020 | 13h49min

» Futebol: Grêmio homenageia Pepê pelos 100 jogos com a camisa tricolor

30/09/2020 | 13h42min

» Futebol: Lesionado, Saravia desfalcará o Inter pelo restante da temporada

30/09/2020 | 05h53min

» Lilertadores: Com gols de Pepê e Rodrigues, o Tricolor bateu a equipe chilena


Comentários:


Voltar ao topo