No ar:
Olho Vivo - Jones Diniz    08h10min às 09h55min

Ouvir!     

» Vida / Estilo » #ficaadica


26/02/2020 | 10h35min

Alimentos que ajudam a curar ressaca

Laranja, suco de tomate e banana estão na lista

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

Suco de laranja

 

Sim, aquele suquinho de laranja que você toma de manhã pode ser seu amigo também durante a ressaca! Ele tem frutose e vitamina C, e isso vai ajudar o seu fígado a metabolizar o álcool das cervejas ou drinques.

 

Suco de tomate

 

A gente sabe que os brasileiros não têm o costume de beber suco de tomate, mas pode valer a pena: esse suco é rico em açúcares simples, ajuda a regular os níveis de glicose no sangue e a hidratar o organismo.

 

Chá de boldo

 

Chás amargos como o de boldo e de carqueja ajudam a eliminar as toxinas do organismo. O chá de boldo tem benefícios como melhor o funcionamento do fígado, auxiliar na digestão e diminuir a azia. O chá de carqueja vai ajudar o fígado carregado com o álcool a funcionar de maneira mais eficiente.

 

Água de coco

A água de coco é ótima para hidratar: tem grandes quantidades de sais minerais. O potássio e o sódio atuam como uma solução fisiológica que auxilia na eliminação de impurezas.

 

Ovo

 

Essa proteína tão comum vai ser essencial para curar a sua ressaca: ela é rica em cisteína, um aminoácido que ajuda a eliminar as toxinas. Além disso, o ovo tem muitas vitaminas, como a B6 e a B1, fundamental para a recuperação do nosso organismo após uma dia de exageros.

 

Banana

 

A bebida alcoólica deixa o nosso corpo desidratado, pois ela inibe a produção de um hormônio responsável pela reserva de líquidos no nosso organismo. Interessante, não? O consumo de banana em um dia de ressaca é importante para repor o potássio no sangue.


Veja também:


23/10/2020 | 11h22min

» #aguanaboca: Bolinho de chuva com banana

22/10/2020 | 09h29min

» #aguanaboca: Pudim de leite condensado com creme de leite

20/10/2020 | 15h15min

» Saúde: Médico aponta que metabolismo lento não é o único grande vilão do emagrecimento


Comentários:


Voltar ao topo