No ar:
Jornada Esportiva - Rede Gaúcha Sat    14h00min às 18h00min

Ouvir!     

» Entretenimento » Literatura


25/09/2019 | 09h18min

Manipule as palavras para amar uma rosa

Diário poético do autor pernambucano Ajomar Santos compara sentimentos com elementos da natureza

Imagem: divulgaçãoImagem: divulgação

De amolecer o coração de todos os leitores, mais que um conjunto de poesias, a obra Meu amor por uma rosa, publicada pela editora Ella, é para quem possui sensibilidade suficiente para compreender e admirar o amor de um beija-flor por uma rosa.

 

É nessa condição que se colocou o autor recifense Ajomar Santos ao desenhar cada estrofe dos versos líricos a partir da perspectiva da ave que possui como musa inspiradora a flor mais romântica já identificada no mundo: a rosa.

 

Bela flor, Mais frio que neve, Pássaro da liberdade, Sol tórrido, Complemento da lua, Calor do sol, Noites enluaradas... São apenas alguns dos títulos entre as 155 poesias que descrevem o romantismo do autor comparado aos elementos e ações da natureza. O conjunto da obra, que é o diário poético de Ajomar, é também a essência de um amor puro, singelo, sincero e eterno transformada em palavras.

 

“Seu perfume me deixa entorpecido

Pétalas macias são os lábios seus

O seu abraço é o meu abrigo seguro

Mas a sua ausência tem sabor de adeus...”

 

– Meu amor por uma Rosa, pág. 142. 

 

Apesar de estrofes pequenas, a sensibilidade e singularidade de cada poesia alimenta o coração e entorpece a alma dos leitores. O entrelaçamento das palavras feito por Ajomar nos faz crer que o amor e a relíquia do amor verdadeiro é um sentimento inabalável!


Veja também:


21/02/2020 | 06h37min

» Literatura: Conheça as escritoras que farão parte do Volume 9 do livro "Infinitamente Mulher"

19/02/2020 | 05h05min

» Novela: Helena acha que Luna está morta em "Salve-se quem puder"

18/02/2020 | 13h52min

» Gente: Evaristo Costa, Paulo Gustavo, Ivete Sangalo, Paolla Oliveira e Juliana Paes são as celebridades brasileiras mais influentes


Comentários:


Voltar ao topo