No ar:
Geração 2000 - Jones Diniz    20h10min às 23h59min

Ouvir!     

» Esporte » Gauchão


02/02/2020 | 04h24min

Em Erechim, Inter empata sem gols com o Ypiranga

De olho na Libertadores, Colorado jogou com apenas o goleiro Marcelo Lomba dos titulares

Foto: Ricardo Duarte/DivulgaçãoFoto: Ricardo Duarte/Divulgação

O Inter enfrentou, no início da noite deste sábado (01), no Colosso da Lagoa, o Ypiranga, em partida da quarta rodada do Campeonato Gaúcho. Iniciado pontualmente às 19h, o confronto foi encerrado sem gols.

 

O técnico Eduardo Coudet poupou os titulares e escalou a equipe reserva – apenas o goleiro Lomba dos titulares foi relacionado – e com muitos jovens para o confronto contra o Ypiranga, também garantido na próxima do torneio. Nessa equação, nenhuma das partes ousou e quis se impor. O resultado foi uma partida fraca tecnicamente, que terminou em um sonolento 0 a 0 no Colosso da Lagoa, em Erechim.

 

Na cidade de Erechim, o torcedor viu poucas chances de gol no primeiro tempo do duelo. Já os erros foram muitos. Os donos da casa ensaiaram algumas chegadas, mas nenhuma com ameaça de balançar as redes. Quem esteve mais perto foi o Inter, com Marcos Guilherme, que desperdiçou uma chance clara depois de cruzamento de Uendel.

 

A segunda parcial foi ainda mais fraca. Aos 46 minutos o Ypiranga até teve a chance fazer o único gol da partida, mas Lomba defendeu. Em uma noite de temperatura agradável em meio ao verão gaúcho, o erros foram a grande atração. 

 

Com o resultado, o time da Capital permanece na liderança do grupo A e segue com a melhor campanha entre todas as equipes. Depois da partida da Libertadores, o Inter enfrenta o Novo Hamburgo no próximo sábado, às 16h, no Beira-Rio.


Veja também:


10/07/2020 | 06h24min

» Futebol: Governo do RS confirma retorno do Gauchão no dia 23 de julho

09/07/2020 | 07h53min

» Oportunidade: Faxineira e mestre de obra estão entre as vagas do Sine de Santiago

08/07/2020 | 13h10min

» Atletismo: Desafio será real na primeira corrida virtual de Santiago


Comentários:


Voltar ao topo