No ar:
Tá em casa - Ieda Beltrão    14h00min às 15h00min

Ouvir!     

» Geral » Cidade


24/07/2018 | 13h53min

Prefeitura de Santiago vai corrigir problemas na iluminação pública

Por ano são desembolsados para pagar a iluminação pública R$ 2 milhões 213 mil

Foto: Ieda BeltrãoFoto: Ieda Beltrão

A Prefeitura não pode escolher o que comprar, pois segue requisitos técnicos evidenciados na licitação, seja para a compra de medicamentos, material de limpeza e até lâmpadas.

 

Em relação às luminárias, o prefeito Tiago Gorski Lacerda disse que a novidade é uma reunião, nesta semana, com o laboratório  de iluminação da UFSM , o que pode resultar na evolução do material adquirido a partir da realização de testes. No entanto, observa que todas as lâmpadas compradas são homologadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

 

 Quanto às lâmpadas que permanecem acesas, durante o dia, Gorski disse que as equipes já estão tratando disso em quatro pontos da cidade, e que ninguém vai pagar mais por isso.

 

  Pela  Resolução Nº 414, da ANEEL, a cobrança da energia elétrica para iluminação pública é feita por hora/fixa, independente da luminária estar acesa ou apagada. 

 

O hora fixa/diária é de aproximadamente 10 horas 48 minutos. Através da Contribuição para Iluminação Pública (CIP), o município consegue pagar a conta. Mas o prefeito disse que o valor arrecadado não é suficiente para cobrir os gastos.

 

Por ano são desembolsados para pagar a iluminação pública R$ 2 milhões 213 mil. O município tenta negociar meios para diminuir este valor e também para que a arrecadação através  da CIP seja suficiente para custeio do sistema.


Veja também:


19/12/2018 | 09h55min

» Região: Jaguari adere ao programa Estratégia Amigo da Pessoa Idosa

19/12/2018 | 09h45min

» Loteria: Mega-Sena acumula e prêmio pode chegar a R$ 50 milhões

19/12/2018 | 09h30min

» Economia: 60% dos brasileiros que economizam escolhem a poupança para guardar dinheiro


Comentários:


Voltar ao topo