No ar:
Essência Gaúcha - Marcelo Peronio    14h00min às 16h00min

Ouvir!     

» Vida / Estilo » Saúde


03/09/2017 | 14h29min

Setembro Amarelo: saiba o que é e entenda a sua importância

Campanha ocorre em todo o Brasil e tem como objetivo ressaltar a necessidade da prevenção do suicídio

Imagem: reproduçãoImagem: reprodução

Setembro Amarelo é uma campanha que acontece desde 2014 em todo o país e visa a conscientização sobre a importância da prevenção do suicídio.

 

Durante todo o mês de setembro, é comum ver espaços públicos e privados decorados e/ou iluminados com a cor amarela. O período foi escolhido porque 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio.

 

Com o Setembro Amarelo, a ideia é promover eventos que abram espaço para debates sobre suicídio, além de divulgar o tema e alertar a população sobre a importância de sua discussão.

 

Hoje em dia, o suicídio é um problema de saúde pública no Brasil e a sua ocorrência tem crescido entre os jovens. De acordo com os números oficiais, 32 brasileiros se matam por dia. Essa taxa é maior do que a de vítimas de AIDS e da maioria dos tipos de câncer.

 

“Tem sido um mal silencioso, pois as pessoas fogem do assunto e, por medo ou desconhecimento, não veem os sinais de que uma pessoa próxima está com ideias suicidas. A esperança é o fato de que, segundo a Organização Mundial da Saúde, nove em cada dez casos poderiam ser prevenidos. É necessário a pessoa buscar ajuda e atenção de quem está à sua volta“, explica o site oficialda campanha.

 

O Setembro Amarelo conta com o apoio do Centro de Valorização da Vida (CVV), do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). Mundialmente, a Associação Internacional para Prevenção do Suicídio (IASP) também participa da divulgação do projeto.


Veja também:


12/12/2018 | 12h18min

» #aguanaboca: Sorvete de doce de leite com 2 ingredientes

11/12/2018 | 12h11min

» #aguanaboca: Receita de chicabom caseiro

09/12/2018 | 13h21min

» #nonatal: Receita de peru assado simples


Comentários:


Voltar ao topo