No ar:

Ouvir!     

» Vida / Estilo » Comportamento


09/10/2020 | 15h14min

Quais as profissões que deverão ser mais demandadas nos próximos anos pelo mercado

David Johny, consultor em empreendedorismo e negócios online, detalha o que deverá estar em alta

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

Muitas profissões desaparecem, assim como tantas outras surgem e crescem. O especialista em marketing digital e empreendedorismo David Johny destaca quais devem ser as mais procuradas pelos próximos anos no mercado.



- Vídeo Maker: é aquele que produz vídeos para as plataformas digitais, como o Youtube. Esta é uma aposta quente de David Johny, afinal, nunca se produziu e assistiu a tantos materiais audiovisuais para aprender e se divertir, “hoje em dia os conteúdos mais consumidos são em formato de vídeo, esse nicho está crescendo muito, principalmente porque as empresas estão se posicionando no digital”.

 

O especialista salienta que aumentou o mercado para esses profissionais, mas vale prestar a atenção ao fato de que não é apenas parar na frente da câmera ou do celular a apertar o botão: tem o trabalho de produção, roteiro, edição e arte, que não podem ser feitos por qualquer amador.



- Gestor de Tráfego: essa, talvez, seja a profissão mais promissora e rentável na opinião do consultor. O gestor de tráfego é o especialista em montar campanhas nas plataformas de anúncios como Google Ads, Facebook Ads e LinkedIn Ads, onde a campanha é criada do zero, “ele distribui o orçamento a ser investido e altera as campanhas conforme suas necessidades, esse profissional tem como objetivo atrair novos clientes potenciais e compradores para qualquer tipo de negócio”, explica Johny. Ainda é cobrada uma participação de lucro na performance alcançada.



- Copywriter: esta é uma nova tendência, talvez a mais importante no processo de persuasão e convencimento do cliente, considera o consultor. David Johny explica que este profissional é quem faz as chamadas “cartas de vendas”, ou seja, toda a comunicação escrita no site é desenvolvida por um copy. É quem convence o cliente a clicar no botão de compra, “esta figura também pode ser narrada por um comunicador, ela está recheada de gatilhos mentais para convencer, persuadir, quebrar objeções e fechar a venda. Essa é uma categoria muito antiga nos Estados Unidos e tem ganhado muitos novos profissionais no nosso país”, explica.



- Especialista em SEO: este profissional é aquele que trabalha conceitos de palavras-chave para indexação e rankeamento no Google, no Bing e em outros sites de consulta, “é uma profissão muito valorizada no digital, pois quem entende de SEO não precisa investir em propaganda, já que é uma forma de você aparecer nos sites de pesquisa de forma gratuita e na primeira página”, afirma David Johny.



- Infoprodutor: esta profissão ganhou notoriedade nos últimos tempos, principalmente durante a pandemia, visto que muitos profissionais foram obrigados a criar soluções digitais para os seus públicos. “É uma profissão extremamente lucrativa, pois exige um custo muito baixo para começar e possibilidade infinitas de monetizar”, afirma o especialista. Para ser um infoprodutor basta ter uma câmera de um celular, uma plataforma para vender o curso, um microfone lapela e um bom conteúdo, que pode ser sua experiência em determinado assunto, não exigindo diplomas ou formações acadêmicas. Além do curso, é possível lucrar também com a venda de livros, materiais, palestras e consultorias, por exemplo.



- Afiliados: são os revendedores digitais, vendem produtos de empresas digitais e ganham comissões das respectivas vendas. Isso também se apresenta como uma possibilidade interessante, pois o investimento inicial pode ser baixo e, dependendo do produto, os lucros podem ser rápidos.



- Influenciador Digital: também conhecidos como influencers ou blogueiros, podem se destacar em redes variadas, como Instagram e Youtube. São usuários que ganham fama no meio digital, fama que pode se expandir para fora das redes sociais. Eles usam a autoridade que construíram com determinada audiência para vender e indicar os seus produtos ou de um patrocinador.



- Ciências da Tecnologia: os dados são o novo petróleo do século, para David Johny. “As empresas mais valiosas e ricas do mundo contemporâneo sãos as que possuem dados, como o caso do Facebook, do Google, e da Amazon, pois isso conseguem ditar as regras, tendências  e possuem o maior Equity (valor patrimonial). Então quem estuda ciências da tecnologia, tem portas abertas para trabalhar nas maiores empresas do mundo.


 
- Dropshipping: esta modalidade é inovadora, na opinião do consultor. É considerado por diversos especialistas como uma logística de entrega. Você cria uma loja virtual para vender determinados produtos, faz o pedido de um fornecedor direto da China, por exemplo, intermediando a compra para o cliente e entrega direto na casa do consumidor. Para isso, pede apenas um prazo mais longo, conforme o prazo que do fornecedor.

 

"O bom é que você pode trabalhar com o dinheiro do cliente e não precisa comprar contêiner fechado de mercadoria, correndo o risco de não vender o restante do lote", afirma Johny. Outra vantagem é poder usar plataformas de Marketplace e Shoppings virtuais, como o Mercado Livre, Amazon, Americanas e Magazine Luiza.


Veja também:


23/10/2020 | 11h22min

» #aguanaboca: Bolinho de chuva com banana

22/10/2020 | 09h29min

» #aguanaboca: Pudim de leite condensado com creme de leite

20/10/2020 | 15h15min

» Saúde: Médico aponta que metabolismo lento não é o único grande vilão do emagrecimento


Comentários:


Voltar ao topo