No ar:
Baita Chão - Marco Antônio Nunes e Marcelo Peronio    15h00min às 16h00min

Ouvir!     

» Vida / Estilo » #ficaadica


04/11/2019 | 13h13min

Nova pesquisa aponta que animais de estimação nos fazem sentir menos solitários

80% dos entrevistados se sentem menos sozinhos na companhia de um pet

Eles fazem tão bem. Foto: Ieda BeltrãoEles fazem tão bem. Foto: Ieda Beltrão

A Mars Petcare e o Human Animal Bond Research Institute (HABRI) realizaram a primeira reunião de cúpula com profissionais líderes nos ramos de saúde pública, psicologia, pesquisa, gerontologia e medicina veterinária para promover uma discussão a respeito da interação humano-animal. Na ocasião eles buscaram entender melhor o papel dos animais de estimação em uma questão que contribui para a crise da saúde pública: o isolamento social.  

 

É sabido por especialistas da área médica que a solidão já é um problema epidêmico, que atinge qualquer geração e todas as camadas da sociedade, inclusive sendo tão mortal quanto fumar 15 cigarros por dia.

 

Os resultados de uma recente pesquisa discutida nesta reunião mostraram que possuir um pet ajuda a enfrentar os desafios da solidão. Cerca de 26% dos entrevistados afirmaram entender a importância dos animais para a saúde mental. Além disso, por volta de 80% dos entrevistados que possuem pets confirmaram que eles se sentem menos solitários por terem a presença dos animais de estimação. A maioria das pessoas também acredita na capacidade que os animais têm de nos fazer interagir, incluindo a interação com e para pessoas da terceira idade.

 

A pesquisa também mostrou que:

 

- Cerca de um em cada quatro (26%) tutores de animais declarou ter um pet porque sabe que é bom para a saúde mental. Os entrevistados com mais de 55 anos fazem este relato com mais frequência (55%).

- 54% dos entrevistados dizem que seu animal de estimação os ajuda a se conectar com outras pessoas.

- Metade dos entrevistados (51%) afirma que seu animal de estimação os ajuda a se sentir menos tímidos.

- 9 em 10 pessoas com mais de 55 anos acreditam que os pets podem ajudar os idosos a se sentirem menos solitários.

- Quase três quartos (73%) dos entrevistados acreditam que asilos e instalações de vida assistida deveriam promover a interação com animais de estimação.

 

Segundo a Dra. Nancy Gee, PhD, Gerente de Pesquisa de Interação Humano-Animal no Centro de Nutrição e Bem-Estar Animal WALTHAM™, parte da Mars Petcare, o benefício da interação humano-animal já é conhecido. Agora, o que se espera é que os resultados obtidos a partir da interação entre animais e humanos sejam utilizados na sociedade como um todo e que auxiliem os profissionais que trabalham com o tema do isolamento social na resolução desse problema.

 

Informações sobre a pesquisa:

 

A pesquisa, conduzida pela Edelman Intelligence em nome da HABRI e da Mars Petcare, em maio de 2019, foi um questionário on-line de 30 minutos nacionalmente representativo, realizado nos Estados Unidos, para explorar o papel que a interação entre animais de estimação e humanos pode ter no tratamento do isolamento social e da solidão. Foi realizada com 2.036 entrevistados, incluindo 1.469 tutores de pets (72%).


Veja também:


14/11/2019 | 10h03min

» #ficaadica: O abacate é precioso para o fígado

13/11/2019 | 11h01min

» #ficaadica: Saiba como cuidar dos fios loiros no verão de Grazi Massafera

11/11/2019 | 07h03min

» #aguanaboca: Receita de geleia de jabuticaba


Comentários:


Voltar ao topo