No ar:
Santiago Movimenta - Paulo Pinheiro    13h20min às 14h00min

Ouvir!     

» Vida / Estilo » #ficaadica


02/04/2018 | 10h13min

Como escolher entre molho, polpa ou extrato de tomate?

De acordo com a nutricionista Bianca Naves, a diferença básica está na concentração

Tomate é tudo de bom. Foto: Divulgação/PrediletaTomate é tudo de bom. Foto: Divulgação/Predileta

Basta uma rápida olha na prateleira do mercado para descobrirmos uma infinidade de opções de atomatados: molhos, polpas e extratos, com ou sem tempero, contendo ou não pequenos pedaços... Como fazer então para escolher a melhor opção para nossa receita?

 

De acordo com a nutricionista Bianca Naves, do site O Melhor do Molho, a diferença básica está na concentração, ou seja, quantos tomates são usados para fazer cada um, mas não é só isso. Por isso, ela separou algumas informações importantes, que vão te ajudar na escolha:

 

molho de tomate é o tomate pronto para o consumo. Pode conter cebola, alho, manjericão, etc. Os molhos prontos servem basicamente para economizar tempo na cozinha, podendo ser usados em massas, pizzas, ou qualquer outro prato servido com molho. É o produto em forma líquida, pastosa, emulsão ou suspensão à base de especiaria(s) e ou tempero(s) e ou outro(s) ingrediente(s), fermentados ou não, utilizados para preparar e ou agregar sabor ou aroma aos alimentos e bebidas.

 

A polpa de tomate (também chamada de purê) é basicamente o tomate processado. As polpas são a opção mais flexível dos atomatados, pois servem como ingredientes para o preparo de uma infinidade de receitas. É feito com tomates sem pele e sem sementes, formando um tipo de suco de tomate. Não tem pedaços de tomate nem qualquer tipo de tempero. É levemente concentrado, mas bem menos que o extrato. Ideal para receitas em que o molho já tem seus próprios temperos ou que precisam realçar o sabor autêntico do tomate.

 

extrato de tomate precisa ser diluído para ser utilizado. Ele deve ser usado principalmente para dar cor aos pratos com molhos à base de tomate, e podem também ser usados para engrossar molhos já que são mais concentrados. É feito da polpa do tomate concentrada, acrescida de sal e/ou açúcar. É o mais concentrado dos três. O extrato é recomendado como complemento para o preparo de molhos e proporciona mais cor e consistência, mas, se utilizado em exagero, pode comprometer o prato.

 

A passata de tomates é a polpa de tomate cozida, sem a pele, sementes, conservantes ou temperos. Você pode usar a passata quando quiser preparar um molho caseiro, pois pode adicionar os seus temperos e ingredientes para deixá-lo do seu jeito. As passatas têm um suco mais espesso composto apenas de tomate, sal e um corretor de acidez. Vem em frascos de vidro e são muito mais similares aos molhos feito em casa. Inclusive, podem ser usadas junto com dois tomates maduros descascados para produzir um molho bem encorpado.


Veja também:


12/12/2018 | 12h18min

» #aguanaboca: Sorvete de doce de leite com 2 ingredientes

11/12/2018 | 12h11min

» #aguanaboca: Receita de chicabom caseiro

09/12/2018 | 13h21min

» #nonatal: Receita de peru assado simples


Comentários:


Voltar ao topo