No ar:
Santiago Atualidade - Paulo Pinheiro    10h00min às 11h25min

Ouvir!     

» Geral » Segurança


23/12/2020 | 15h25min

Vítimas de violência doméstica terão atendimento garantido

A garantia é da promotora de justiça, Silvia Inês Miron Jappe

Foto: Ieda BeltrãoFoto: Ieda Beltrão

As mulheres vítimas de violência doméstica não estarão desemparadas durante o recesso da justiça. Elas vão ter suas demandas atendidas. A garantia é da promotora de justiça, Silvia Inês Miron Jappe. Destaca que o desamparo das vítimas já ocorre por pessoas próximas, pois muitas vezes estas mulheres não são compreendidas.

 

A promotora observa que a violência doméstica está inserida num ciclo e a mulher não deixa este ciclo não porque ela não quer, mas porque não consegue.

 

Coloca que não existe uma fórmula aplicada para todo e qualquer caso de violência doméstica, incluindo a psicológica.

 

Silvia explica que muitos fatores levam a vítima da violência e permanecer no convívio, entre eles a vergonha, guarda dos filhos, dependência econômica e de ordem religiosa, sempre com a esperança de que o homem vai mudar, sem falar no medo de morrer.

 

Reafirmou que a mulher precisa saber que o Ministério Público está de portas abertas para atender, bastando o registro de uma ocorrência policial, destacando o excelente trabalho da patrulha Maria da Penha. Basta uma ligação para 190 da Brigada Militar.


Veja também:


18/01/2021 | 10h20min

» Pandemia: RS antecipa início da vacinação contra Covid-19 para esta segunda, anuncia governador

18/01/2021 | 10h16min

» Pandemia: Vacinação contra covid-19 começa ainda hoje nos estados, diz Pazuello

18/01/2021 | 05h09min

» Brasileirão : Inter vence a sexta seguida e fica a um ponto do topo do Brasileirão


Comentários:


Voltar ao topo