No ar:
Plantão Gaúcha - Rede Gaúcha Sat    22h00min às 23h59min

Ouvir!     

» Geral » Cidadania


21/08/2020 | 13h37min

Votação da Consulta Popular 2020 já tem data

Processo vai encaminhar a aplicação de R$ 20 milhões em projetos para municípios das 28 regiões dos Conselhos Regionais de Desenvolvimento

Foto: Ieda BeltrãoFoto: Ieda Beltrão

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG), confirmou as datas de votação da Consulta Popular 2020. Realizado totalmente de forma virtual no site www.consultapopular.rs.gov.br ou por SMS entre 26 de outubro e 3 de novembro de 2020, o processo vai encaminhar a aplicação de R$ 20 milhões em projetos para municípios das 28 regiões dos Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes).  Desse valor, R$ 10 milhões serão quitados em 2021, os outros R$ 10 milhões avaliados conforme a condição financeira de 2022.

 

Conforme o Piratini, o objetivo é fortalecer o desenvolvimento regional, valorizando demandas que ampliam o crescimento econômico, a ciência e a inovação em áreas como agricultura, infraestrutura e turismo. A votação, que tradicionalmente ocorria em setembro, teve nova data em razão da pandemia de coronavírus. Nos próximos meses, serão realizadas assembleias públicas on-line, com o apoio e suporte do Fórum dos Coredes, para a definição dos projetos a serem votados pela população.

 

De acordo com o Cronograma , de 8 a 16 de setembro ocorrem as assembleias iniciais;  de  9 a 23 de setembro: assembleias regionais, microrregionais ou municipais; de  28 de setembro a 6 de outubro: assembleias ampliadas on-line (definição da cédula de votação); de 8 a 12 de outubro: homologação das cédulas e de  26 de outubro a 3 de novembro: votação.


Veja também:


24/09/2020 | 17h11min

» Saúde: Doações de órgãos caíram 40% com pandemia

24/09/2020 | 17h08min

» Pandemia: Justiça derruba liminar e obriga peritos do INSS a voltar ao trabalho

24/09/2020 | 17h05min

» Economia: Pedidos de seguro-desemprego caem 9,3% na primeira metade de setembro


Comentários:


Voltar ao topo