No ar:

Ouvir!     

» Geral »


08/09/2019 | 11h36min

Vinho colonial da Vila Branca conquista certificado pelo Ministério da Agricultura

É de Santiago um dos primeiros vinhos coloniais do Estado a conseguir certificado através do Ministério da Agricultura

Vinho da colônia agora direto pros supermercados. Foto: DivulgaçãoVinho da colônia agora direto pros supermercados. Foto: Divulgação

Conforme afirmou o representante da Secretaria Estadual de Agricultura, Alonso Duarte de Andrade, é de Santiago um dos primeiros vinhos coloniais do Estado a conseguir certificado através do Ministério da Agricultura.

 

A marca de vinho tinto Lamana poderá ser vendida em supermercados de toda a região e estado, levando oficialmente para as prateleiras aquele delicioso sabor da colônia. Essa conquista amplia o leque de consumidores e abre grandes possibilidades para a Agroindústria Lamana, localizada na Vila Branca, interior de Santiago. 

 

A próxima etapa do empreendimento será conquistar também o selo "Sabor Gaúcho", do Programa Estadual de Agroindústria Familiar, através da Emater. O proprietário da agroindústria, Antônio Henrique Lamana, recepcionou convidados para anunciar a novidade e, juntamente com a responsável técnica Rosemar Wesz, esclareceram sobre todo o processo de produção e formalização de seu vinho.

 

A formalização aconteceu através da Lei nº 12.959, de 19 de março de 2014, conhecida como Lei do Vinho Colonial, que possibilita aos produtores a oportunidade de estruturar seu negócio voltado a produzir e comercializar o vinho elaborado na sua propriedade, em conformidade com as normas, agregando mais uma fonte de renda à família e mantendo acesa a tradição cultural da produção de uva e a elaboração de vinho colonial. 


Veja também:


17/10/2019 | 17h05min

» : Tomam posse os novos membros da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes

17/10/2019 | 10h16min

» Música: Alok em Santiago no dia 22 de novembro

17/10/2019 | 09h38min

» Cidadania: Unidade do Taifa é reinaugurado no bairro Missões


Comentários:


Voltar ao topo