No ar:
Nova Era (Musical) - Sergio Ramos    18h00min às 23h00min

Ouvir!     

» Geral » Economia


14/03/2019 | 09h54min

Vendas de Páscoa devem subir até 10% no RS

Além de chocolates, roupas e brinquedos também são apontados como itens que devem se destacar nas vitrines

Otimismo na Páscoa. Foto: Ieda BeltrãoOtimismo na Páscoa. Foto: Ieda Beltrão

A Páscoa deve ter sabor mais doce neste ano para segmentos do comércio e da indústria no Rio Grande do Sul. Lideranças empresariais avaliam que as vendas relacionadas à data tendem a subir até 10% em relação a 2018. Além de chocolates, roupas e brinquedos também são apontados como itens que devem se destacar nas vitrines.

 

Um dos ingredientes que explicam a projeção otimista é o fato de a Páscoa ser celebrada mais tarde neste ano, em 21 de abril. Com a data mais distante do verão, a expectativa de empresários é de que temperaturas mais baixas (ou não tão altas) estimulem o consumo de chocolates. Em 2018, o calendário havia reservado o dia 1º de abril para o evento.

 

"O tempo para trabalhar a data será maior. Isso certamente ajudará. Houve anos em que a Páscoa foi em março. Comprar chocolates com 35ºC não é uma tarefa tão gostosa assim", afirma o presidente da Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo (AGV), Ricardo Luís Diedrich.

 

Segundo o empresário, as vendas do comércio relacionadas à data devem avançar de 8% a 10% frente ao ano passado. Caso a projeção se confirme, o resultado será o melhor para o setor gaúcho desde 2014, diz Diedrich.

 

No varejo gaúcho, apesar da projeção de alta nas vendas, o evento não tende a causar grande evolução nas contratações de temporários. Dentro do setor, apenas segmentos especializados, como o de lojas de chocolates, devem apresentar aumentos nas admissões, projeta a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul (FCDL-RS).


De acordo com a entidade, seguindo a "lógica evolutiva dos últimos anos", o tíquete médio dos consumidores para compras de Páscoa subirá para cerca de R$ 145. A FCDL-RS ainda estima que, além de chocolates, itens como roupas infantis e brinquedos devem se destacar na data, com altas respectivas de 10% e 8% na comparação com o ano passado.

 

Nos próximos dias, outras entidades empresariais do Estado deverão apresentar suas projeções para o evento. A Associação Gaúcha de Supermercados (Agas) afirma que terá os dados de pesquisa finalizados até o próximo domingo (10). A Fecomércio-RS disponibilizará seu levantamento em 21 de março.


Veja também:


25/08/2019 | 13h46min

» Trânsito: Veículo fica destruído após incêndio em Itaqui

25/08/2019 | 13h20min

» Cinema: Secretários de Cultura de 22 estados assinam nota em “defesa” da Ancine

25/08/2019 | 13h17min

» Economia: Pequenos negócios criaram 95% das vagas em julho, diz Sebrae


Comentários:


Voltar ao topo