No ar:
Amanhecer nos Pampas - Luiz Fernando Rocha    05h30min às 06h30min

Ouvir!     

» Geral » Pecuária


23/10/2019 | 13h23min

Vacinação contra a febra aftosa inicia em novembro

Devem ser imunizados todos os bovinos e búfalos com idade entre 0 e 24 meses

Animais devem ser imunizados. Foto: DivulgaçãoAnimais devem ser imunizados. Foto: Divulgação

De 01 a 30 de novembro acontece a segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa do ano de 2019 em todo o Rio Grande do Sul.

 

Deverão ser imunizados todos os bovinos e búfalos com idade entre 0 e 24 meses. A auditoria realizada pelo Ministério da Agricultura, no mês de setembro ainda não definiu sobre a solicitação do Estado de status livre de febre aftosa sem vacinação.

 

A médica veterinária da Inspetoria Veterinária de Santiago, Renata Antocheves Stakowski coloca que por conta disso as campanhas de vacinação continuam em seus períodos normais, com a primeira etapa realizada em maio e agora em novembro, na mesma forma como dos anos anteriores. 

 

O tamanho dos frascos também foi alterado, encontrando os mesmos com 15 ou 50 doses. Os produtores deverão comprar as doses necessárias de acordo com o número de animais constante na Inspetoria e comprovar a vacinação através da apresentação da Nota Fiscal e da Declaração do Quantitativo vacinado. O prazo máximo de comprovação é de cinco dias após o término da etapa.

 

A divulgação antecipada da campanha permite aos produtores se organizarem melhor. Renata lembra aos produtores que registraram nascimentos, mortes, consumo ou eventual roubo de animais após o recadastramento obrigatório que comuniquem a Inspetoria. O procedimento é feito através de uma declaração complementar de rebanho.

 

 


Veja também:


16/02/2020 | 14h27min

» Música: Elton John perde a voz e deixa o palco chorando

16/02/2020 | 14h23min

» Serviço: Sem horário de verão, celulares Android atrasam relógio em uma hora

16/02/2020 | 10h21min

» Economia: Prévia do PIB indica crescimento de 0,89% na economia brasileira em 2019


Comentários:


Voltar ao topo