No ar:

Ouvir!     

» Geral » Agenda


24/09/2019 | 16h54min

Tudo pronto para o 23º Festival da Música Crioula de Santiago

Evento acontece nos dias 4 e 5 de outubro, no centro de eventos do ginásio Aureliano de Figueiredo Pinto

Foto: Ieda BeltrãoFoto: Ieda Beltrão

Com o ingresso de  apenas um quilo de alimento não perecível a população de Santiago e da região poderá assistir a 23ª edição do Festival da Música Crioula de Santiago e Crioulinho nos dias 4 e 5 de outubro, no centro de eventos do ginásio municipal Aureliano de Figueiredo Pinto.

 

No dia 04 haverá show com Nenito Sarturi e de encerramento com Ângelo Franco e apresentação das 18 concorrentes, oito delas da fase local. Dia 05 show de abertura com Miguel Marques, de intervalo Nilton Ferreira e de Encerramento Cristiano Fantinel.

 

O produtor cultural Jaerson Martins lembra que a apresentação das 16 músicas concorrentes do Crioulinho, divididas entre nas categorias Mirin e Juvenil, serão no sábado, dia 05, a partir das 14 horas, com premiação em dinheiro, mais troféu para a melhor torcida.

 

  Somente na fase adulta serão 115 músicos e mais 58 no Crioulinho, incluindo responsáveis pelas crianças.

 

Na oportunidade também estarão sendo homenageadas pessoas que foram importantes para o evento, como é o caso de Cevi Côgo; Eraci Rocha;  Artur Bonilha, além de Ândre Centeno, Manoel Vargas Loureiro, Alvaro Feliciane, Tulio Piva, Aureliano de Figueiredo Pinto, Eurides Nunes, Gibão Strazzabosko e João Portela.

 

Julgam a categoria adulta: Ânderson Mireski; Dilamar Costenaro (Dila); Marco Antônio Nunes; Miguel Marques;  e "Xuxu" Nunes e nas categorias Mirim e Juvenil - André Canterle; Dieizon Schubert; Érika Martins; Otávio Machado e  Priscila Machado.

 

 


Veja também:


01/06/2020 | 17h57min

» Publicidade: Uma promoção melhor que a outra no Damian CenterLar!

01/06/2020 | 16h06min

» Meio Ambiente: Beleza da praça do bairro João Evangelista é resultado de parceria com moradores

01/06/2020 | 16h00min

» Pandemia: Santiago chegou ao 15º caso de coronavírus


Comentários:


Voltar ao topo