No ar:
Uma Luz Em Seu Caminho - Paróquia Nossa Senhora da Conceição    06h45min às 07h00min Oração do Trabalhador Igreja do Evangelho Quadrangular/Riachuelo -    06h30min às 06h45min

Ouvir!     

» Geral » Internacional


28/04/2020 | 06h17min

Trump culpa China por coronavírus e diz que EUA estão investigando

Para ele, a China poderia ter contido o vírus antes que se espalhasse

O presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, disse nessa segunda-feira (26) que a China poderia ter contido o coronavírus antes que ele se espalhasse pelo mundo e que seu governo está conduzindo "investigações sérias" sobre o que aconteceu. 

 

"Estamos fazendo investigações muito sérias. Não estamos felizes com a China", disse Trump em entrevista na Casa Branca. "Há muitas coisas pelas quais ela pode ser responsabilizada." 

 

"Acreditamos que poderíamos ter impedido isso na fonte. Poderíamos ter impedido que se espalhasse tão rápido e não se propagaria por todo o mundo." 

 

As críticas de Trump são as mais recentes de seu governo destinadas à maneira pela qual a China se portou no surto de coronavírus, que começou no fim do ano passado na cidade chinesa de Wuhan e cresceu, tornando-se uma pandemia global que até agora matou mais de 207 mil pessoas no mundo, 55 mil nos Estados Unidos, de acordo com uma contagem da Reuters. 

 

Na semana passada, o secretário de Estado, Mike Pompeo, disse que os Estados Unidos "acreditavam fortemente" que Pequim falhou em informar o surto do coronavírus em tempo razoável e acobertou o perigo da doença respiratória causada pelo vírus.

 

O Ministério das Relações Exteriores da China nega as acusações. 

 

*Agência britânica de notícias


Veja também:


04/06/2020 | 15h35min

» Cidadania: Com o fim da estiagem, Programa de Aquisição Alimentar voltou a ficar mais farto

04/06/2020 | 11h57min

» Pandemia: No mesmo dia, Santiago registra dois casos de Coronavírus

04/06/2020 | 09h53min

» Tráfico: Operação "Capadócia" deflagrada em Santiago prende traficantes e apreende drogas no bairro São Jorge


Comentários:


Voltar ao topo