No ar:
Amanhecer Nos pampas -    06h00min às 06h45min

Ouvir!     

» Geral » Cidadania


17/09/2018 | 15h33min

Trabalho, amizade, integração e fraternidade a criança e ao adolescente, traduz o Taifa

Ong é reativada e oficinas atraem muitos participantes

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

Seja cantando, dançando, tocando aprendendo uma profissão, não importa, aqueles que fazem parte do projeto Taifa costumam sorrir e acreditar que o sol nasceu para todos.



O Taifa - que tem como cooordenador geral, Volnei Turchetti - é uma organização não governamental (ONG), fundada em 1994, em Santiago, para atender crianças e adolescentes da famílias em vulnerabilidade social. A Ong é mantida por voluntários e bem-feitores, empenhados na inclusão social e a formação cidadã desses menores.

 

O Taifa busca melhorar as condições de vida desses jovens através de trabalhos sócio educativos que atendem as demandas de ordem afetiva, cultural, artística, lazer e profissionalização. Além das oficinas oferecemos palestras e acompanhamento para as famílias dos nossos jovens, visando reforçar o vínculo da família. Os jovens recebem auxílio pedagógico, psicológico e social, assim como noções de seus direitos e deveres como cidadão. 

 

 

 

OFICINAS

 

- Canto coral

- Apreendendo acordeon (gaitas poéticas)

- Oficina de capacitação para o trabalho

- Oficina de corte e costura

- Judô

- Oficina de marcenaria

- Oficina de violão

- Curso de culinária

- Prevenção ao uso de drogas

 

 

HORÁRIO 

 

As aulas são ministradas de segunda a sexta-feira, a tarde (das 13h30min às 17h). É fornecida a alimentação vespertina.

 

SERVIÇO

 

O que: Projeto Taifa

Onde: Rua Centenário, 3051, bairro São Vicente

Telefone: 3251.1994

 

 

 

 


Veja também:


15/02/2019 | 16h21min

» Novela : "Espelho da vida": vestido de noiva de presente e data marcada surpreendem Cris

15/02/2019 | 12h53min

» Economia: Negócios Brasil-China: evento em Santiago apresenta oportunidades

15/02/2019 | 10h41min

» Trânsito: Mudanças no trânsito iniciam neste domingo em Santiago


Comentários:


Voltar ao topo