No ar:
Essência Gaúcha - Marcelo Peronio    14h00min às 16h00min

Ouvir!     

» Geral » Economia


10/11/2020 | 09h58min

Solicitação de seguro-desemprego tem redução de 19% em outubro na comparação com igual mês do ano passado

Foto: Ieda BeltrãoFoto: Ieda Beltrão

O Rio Grande do Sul registrou 27.133 solicitações de seguro-desemprego em outubro de 2020, dos quais 13.803 foram recebidas presencialmente nas Agências FGTAS/Sine e 12.792, pela internet. O total representa queda de 19,2% em comparação igual período de 2019.

 

Veja o perfil dos solicitantes:

 

Sexo


• 57,5% homens
• 42,5% mulheres

 

Faixa etária


• 31,9%, de 30 a 39 anos
• 20,3%, de 40 a 49 anos
• 18,7%, 25 a 29 anos
• 18%, 18 a 24 anos
• 10,7%, 50 a 64 anos

 

Escolaridade


• 53% com Ensino Médio completo
• 13,3%, Ensino Fundamental completo
• 6,7%, Superior completo

 

Setor econômico


• 37,8% atuava no setor de serviços
• 28,4%, no comércio
• 22,8%, na indústria
• 7,2%, na construção
• 3,7%, na agropecuária

 

Remuneração


• 33,8% dos requerentes recebiam entre 1 e 1,5 salário mínimo
• 29%, de 1,5 a 2 salários mínimos
• 17,1%, de 2 a 3 salários mínimos
• 11,8%, até 1 salário mínimo

 

Pedidos neste ano


• 364.400 solicitações de seguro-desemprego de janeiro a outubro de 2020
• 7,5% a mais na comparação com igual período de 2019
• 191.092 encaminhadas presencialmente nas Agências FGTAS/Sine
• 173.308, pela internet

 

Como solicitar o benefício

 

Os trabalhadores podem realizar o encaminhamento do seguro-desemprego, após sete dias da dispensa, pela internet (através do aplicativo Carteira de Trabalho Digital ou do portal www.gov.br) ou presencialmente, na Agência FGTAS/Sine mais próxima, mediante agendamento.

 

• Clique aqui para acessar a lista de telefones e e-mails das unidades da FGTAS.


Veja também:


04/12/2020 | 12h25min

» Economia: O gás de cozinha está mais caro

04/12/2020 | 11h51min

» Agenda: Casa do Artesão de Santiago e Projeto Taifa realizam a Feira Natalina!

04/12/2020 | 10h07min

» Segurança: Alunas criam cartilha sobre a violência contra a mulher


Comentários:


Voltar ao topo