No ar:
Sábado Sertanejo - Jones Diniz    16h00min às 18h00min

Ouvir!     

» Geral » Estiagem


20/04/2020 | 19h03min

Situação da barragem e a falta de chuva preocupam; terceiro Lajeado não garante abastecimento

Prefeito Tiago Gorski Lacerda considera preocupante e pede que população economize água

Prefeito Tiago e vice Cláudio conferindo a barragem. Foto: Divulgação/Marcio BrasilPrefeito Tiago e vice Cláudio conferindo a barragem. Foto: Divulgação/Marcio Brasil

Na semana passada a Defesa Civil demonstrou preocupação com a situação da barragem de Santiago e com razão. 

 

Nesta segunda-feira (20) o prefeito Tiago Gorski e o vice, Claudio Cardoso estiveram lá para fazer uma vistoria e se preocuparam.

 

Na reportagem feita pela assessoria de comunicação da prefeitura, pode se constatar que o nível de água está cada vez mais baixo.

 

O nível normal da barragem fica acima de 10 metros. Com a falta de chuvas, já baixou três metros, faltando dois para alcançar o nível crítico.

 

De acordo com laudo da Corsan encaminhado à Defesa Civil do município, o volume de água existente possibilita o abastecimento normal por mais 30 dias, sem medidas de racionamento. No entanto, a Defesa Civil já monitora e pede pela conscientização, que desperdícios sejam evitados e que as pessoas tenham o hábito de economizar água. O prefeito não descartou a possibilidade de multa para quem desperdiçar água lavando calçadas, por exemplo. 

 

Terceiro Lajeado

 

Uma das alternativas é bombear água do terceiro Lajeado (como foi feito em 2012, durante uma forte estiagem), porém a má notícia é que o local esta com nível muito baixo, o que torna impossível tal prática. " O nível da água é menos de 50 centímetros, no momento que tirarnos essa água, que está parada, acaba mais esse recurso, daí nosso apelo de economizar", reiterou.

 

E infelizmente a possibilidade de chuva forte não existe para os próximos dias, e até meses.   

 

Interior

 

Se não vier uma ajuda do céu, em forma de chuva, tanto na cidade, quanto no interior, a situação tende a apertar. Neste momento, o ideal é apertar a torneira.

 

A estiagem afeta bastante o interior de Santiago. Conforme levantamento da Emater, os prejuízos na Agricultura e Pecuária superam os 180 milhões. Em atendimento às famílias rurais, a Secretaria de Agricultura tem levado água potável para as propriedades, sendo que até o momento foram entregues mais de 700 mil litros para consumo de 55 famílias em 29 localidades.

 

Confira na integra a reportagem da prefeitura de Santiago

 


Veja também:


06/06/2020 | 15h08min

» Saúde: Ministério da Economia lista medicamentos criteriosos para o combate à Covid-19

06/06/2020 | 15h05min

» Economia: Poupança tem melhor resultado da história impulsionada por auxílio

06/06/2020 | 15h03min

» Internacional: Pandemia causa quase 400 mil mortes em todo o mundo


Comentários:


Voltar ao topo