No ar:

Ouvir!     

» Geral » Pecuária


13/11/2018 | 17h16min

Segue até o dia 30 de novembro a campanha de vacinação contra a aftosa

Na medida em que o rebanho é vacinado é preciso comparecer à Inspetoria Veterinária

Animais devem ser vacinados. Foto: DivulgaçãoAnimais devem ser vacinados. Foto: Divulgação

Segue até o dia 30 de novembro a campanha de vacinação contra a aftosa. O chefe da Inspetoria Veterinária de Santiago, médico veterinário Marco de Morales Castro, disse que muitos produtores deixam para procurar a Inspetoria na segunda quinzena do mês para resolver a situação da etapa de vacinação.

 

Na medida em que o rebanho é vacinado é preciso comparecer à Inspetoria Veterinária levando a nota de comprovação. Nesta etapa que abrange animais de 0 até 24 meses, muitos daqueles que nasceram ainda estão fora do sistema, daí a importância do lançamento destes animais e inclusive a vacina.

 

Castro lembrou que a vacinação contra a aftosa tem que ser mantida em refrigeração. O produtor deve utilizar o recipiente térmico com gelo na hora de manipular. A aplicação deve ser na região da “tábua do pescoço” do animal. O produtor que não comprovar a vacinação, até cinco dias após o término da campanha será autuado./ A multa parte de R$ 1.228,00, com acréscimo por cabeça.

 

Sobre as eventuais sobras de vacina, essas são recolhidas pela Inspetoria Veterinária Estadual para serem inutilizadas.

 

A boa noticia segundo Marco de Morales Castro, é solicitação da retirada da vacinação no Estado, prevista, pelo Ministério da Agricultura para 2021.

 

A Secretaria Estadual vai solicitar a antecipação, mas para isso é preciso incrementar a vigilância através da inspeção em propriedades, barreiras sanitárias e educação sanitária. Produtores e técnicos precisarão trabalhar juntos.

 

 

 


Veja também:


10/12/2018 | 17h10min

» Aviso: Abastecimento de água será interrompido em Unistalda

10/12/2018 | 16h53min

» Cidadania: Micro redes reforça organização do atendimento em Santiago

10/12/2018 | 16h46min

» Segurança: Atos de vandalismo são registrados em Santiago


Comentários:


Voltar ao topo