No ar:

Ouvir!     

» Geral » Luto


28/09/2020 | 07h27min

Santiago perde Antônio Vivaldino Bonotto

Agropecuarista de 88 anos faleceu na madrugada desta segunda-feira

Antônio Bonotto, ao lado de sua esposa Catarina, teve sua trajetória contada em livro. Foto: Ieda BeltrãoAntônio Bonotto, ao lado de sua esposa Catarina, teve sua trajetória contada em livro. Foto: Ieda Beltrão


Na madrugada desta segunda-feira (28), faleceu o agropecuarista Antônio Vivaldino Bonotto. Ele estava estava com 88 anos e já vinha lutando contra problemas de saúde. Faleceu em casa, onde havia sido instalada uma UTI. O corpo está sendo velado no CTG Coxilha de Ronda.

 

O agropecuarista - um dos mais influentes do estado na cultura da soja, forrageiras e a pecuária -  nasceu em Jaguari no dia 9 de maio de 1932, casado com Catharina Souza Bonotto, pai de Mauro, Cássio, Andrea e Angélica.

 

Em 1940 mudou-se com a família para a cidade onde trabalhou desde criança como verdureiro, entregador de leite, garçom na pensão construída por seu pai ao lado do Hospital de Caridade de Santiago.

 

Ainda jovem iniciou na agricultura plantando primeiramente trigo em pequenas extensões de terra até chegar a ser o maior triticultor individual da América Latina em 1970, segundo pesquisa e publicação da revista VEJA da época. Produtor de sementes fiscalizadas e tratadas de trigo, soja e diversas forrageiras, sendo um dos fundadores da Associação dos Produtores de Sementes do Rio Grande do Sul – APASSUL, no ano de 1967. 


A cidade de Santiago o acolheu. Construiu sua história, formou sua família, realizou-se profissionalmente e retribuiu de várias formas, através de contribuições e doação de:


- Área para construção do Campus da URI – Universidade Regional Integrada, campus Santiago;
- Área para a construção da sede campeira do CTG Coxilha de Ronda;
- Terreno para a construção do prédio e execução do projeto TAIFA;
- Terreno para a construção da sede da Associação dos Professores e Funcionários da URI, campus Santiago;
- Terreno para a construção da Capela Católica e o CTG da Vila São Vicente;
- Terreno para a construção do prédio do Fórum, comarca Santiago; 
- Terreno para a construção da sede Justiça do Trabalho, comarca de Santiago;
- Terreno para a construção da sede própria do Ministério Púbico, comarca de Santiago;
- Terreno para a construção da sede própria da OAB - Ordem dos Advogados do Brasil, subseção de Santiago;


Todos na cidade de Santiago, dentre outros terrenos para pessoas que colaboraram com sua trajetória, além de contribuições para entidades locais, sejam eles civis, religiosas ou comunitárias.

 

Câmara de Vereadores de Santiago fará sessão solene para homenagear  cidadãos - Rádio Santiago


Veja também:


23/10/2020 | 13h45min

» Pandemia: Com mais testes disponíveis, mais casos de Covid-19 estão sendo registrados em Santiago

23/10/2020 | 13h37min

» Polícia: Eleições terão plano de segurança sanitária

23/10/2020 | 11h54min

» TV: Ratinho se afasta da televisão após diagnóstico de covid-19


Comentários:


Voltar ao topo