No ar:
Jornada Esportiva - Rede Gaúcha Sat    14h00min às 18h00min

Ouvir!     

» Geral » Saúde


15/06/2019 | 16h08min

SANGUE: Salvar vidas é simples, basta ser doador

Se você pudesse ajudar a salvar mais ou menos 12 vidas por ano, de forma simples, rápida e segura, você iria colaborar?

Se você pudesse ajudar a salvar mais ou menos 12 vidas por ano, de forma simples, rápida e segura, você iria colaborar? É exatamente isso que acontece quando você doa sangue. Isso porque, cada doação pode ajudar até quatro vidas. Ou seja, se você doar a cada três meses, pode ajudar a manter vivas até doze pessoas. Aqui no Brasil, temos uma média de três milhões de doações de sangue por ano, número que está dentro dos parâmetros recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Apesar disso, todos temos que fazer nossa parte, como explica o coordenador de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, Flávio Vormitag. 

 

“As pessoas viajam tem outras prioridades, então o que existe é uma diminuição dos estoques dos hemocentros, dos bancos de sangue. De modo que nós sempre recomendamos e pedimos à população que não se esqueça que essas pessoas continuam precisando de sangue. E que esse ato de generosidade e de altruísmo do cidadão, ele não deixe de acontecer porque temos quatro, cinco ou seis dias de festas ou feriados”.

 

Por isso, é importante que você ajude a manter os estoques de sangue abastecidos. Como a medicina ainda não conseguiu criar um substituto para o sangue, essa ajuda voluntária, é a única forma de salvar algumas vidas, como afirma Flávio Vormitag. 

 

“A doação de sangue é vital para muitas pessoas que sofrem de doenças crônicas, sofrem acidente ou precisam de cirurgias, porque o sangue é insubstituível! Não existe um substituto artificial fabricado para o sangue. Então a doação de sangue pode ajudar, pelo menos, quatro outras pessoas. Essa é a conta que nós fazemos. Mas em muitos casos até mais, porque pode tirar outros elementos do sangue que podem ajudar outras pessoas, mas no mínimo quatro pessoas”.

 

Podem doar sangue pessoas com peso mínimo de 50 quilos que tenham entre 18 e 69 anos e jovens com idade entre 16 e 17 anos que tenha o consentimento formal do responsável legal. O candidato não deve estar cansado, não ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação e não deve estar em jejum. Além disso, no dia da doação é importante estar bem hidratado e continuar a hidratação em seguida, além de tomar o refresco ou o lanche que o local da coleta oferece. Para doar, é obrigatório levar um documento oficial com foto.


Veja também:


21/09/2019 | 14h58min

» Oportunidade: Projeto Taifa inicia curso de corte e costura com palestra do empresário Osvaldo Nicola

21/09/2019 | 14h56min

» Saúde: Secretaria de Saúde implantará melhorias nos serviços de saúde mental

21/09/2019 | 14h54min

» Política: Deputados querem mudar Lei da Informática para atender demandas da Organização Mundial do Comércio


Comentários:


Voltar ao topo