No ar:

Ouvir!     

» Geral » Economia


03/09/2020 | 09h23min

Publicada MP que prorroga auxílio emergencial até o fim do ano

A prorrogação do benefício garante mais quatro parcelas de R$ 300 cada, mas não pode receber quem ganhou outra renda ou entrou em emprego formal

A medida provisória (MP) que estabelece o pagamento de quatro novas parcelas do auxílio emergencial, está publicada na edição do Diário Oficial da União desta quinta-feira (3). Desta vez, além de fixar o valor em R$ 300 o governo editou novas regras que limitam o pagamento da ajuda federal. O calendário dos pagamentos ainda não foi divulgado pelo governo, mas os valores serão todos pagos até 31 de dezembro. Pelo texto, quem já é beneficiário não vai precisar solicitar as novas parcelas. Elas serão pagas desde que a pessoa esteja enquadrada nos novos critérios.

 

Quem foi incluído, em 2019, como dependente de declarante do Imposto da Renda da Pessoa Física (IRPF), por exemplo, não terá mais direito ao benefício.Também fica impedido de receber a ajuda do governo quem conseguiu emprego formal após o recebimento do auxílio emergencial, recebeu benefício previdenciário, seguro-desemprego ou programa de transferência de renda federal após o recebimento de auxílio emergencial ou tem renda mensal per capita acima de meio salário mínimo e renda familiar mensal total acima de três salários mínimos.


Veja também:


22/09/2020 | 16h37min

» Trânsito: Mesmo com diversas medidas, tem acúmulo de exames no Detran

22/09/2020 | 16h24min

» Meio Ambiente: Mais de cinco mil mudas de flores já estão sendo produzidas pelo horto florestal de Santiago

22/09/2020 | 16h20min

» Abastecimento: Corsan adota novo padrão para ligações de água nos imóveis


Comentários:


Voltar ao topo