No ar:
Tá em casa - Ieda Beltrão    14h00min às 15h00min

Ouvir!     

» Geral » Prevenção


11/04/2019 | 16h52min

Profissionais de Educação da rede municipal de Santiago serão capacitados para atuarem em primeiro socorros

A formação em primeiros socorros para a rede municipal vai reunir 625 profissionais

 Profissionais de Educação da rede municipal de Santiago serão capacitados para atuarem em primeiro socorros. A lei foi instituída pelo governo Federal em outubro, mas o assunto já vinha sendo discutido entre o vereador Jonathan Farias e a Secretaria Municipal de Educação. O vereador foi motivado a tratar do assunto devido a casos vivenciados.

 

Conforme a titular da pasta, Mara Rebelo a formação em primeiros socorros para a rede municipal vai reunir 625 profissionais, com o primeiro módulo nesta sexta (12), no ginásio Aureliano de Figueiredo Pinto, das 8h30min às 11h30min (para o Fundamental 01) e das 13h às 17 horas (para o Fundamental 02).

 

No sábado, das 8h30 às 11h30min (para Educação Infantil). O segundo módulo será em agosto. A formação será ministrada pelo Corpo de Bombeiros de Santiago, incluindo também técnicas de evacuação em situação de incêndio.

 

A Lei 13.722, de 2018, foi sancionada e publicada no Diário Oficial da União  do dia 05 de outubro de 2018. O texto tem origem no Projeto de Lei da Câmara (PLC) 17/2018, aprovado pelo Senado no início de setembro do ano passado.

 

Espaços de recreação infantil também deverão seguir a norma. A proposta, conhecida como Lei Lucas, tramitou com pedido de urgência. O objetivo do treinamento é possibilitar que os professores consigam agir em situações emergenciais enquanto a assistência médica especializada não for proporcionada.


Veja também:


21/08/2019 | 13h40min

» Economia: INSS vai disponibilizar a partir desta quinta, o extrato da primeira parcela do 13º dos segurados

21/08/2019 | 10h13min

» Segurança: Cúpula da Polícia Civil Gaúcha em Santiago

21/08/2019 | 09h05min

» Saúde: Crianças de 6 meses a menores de 1 ano devem ser vacinadas contra o sarampo


Comentários:


Voltar ao topo