No ar:
A Voz do Brasil - EBC Serviços    19h00min às 20h00min

Ouvir!     

» Geral » Agricultura


30/08/2021 | 15h44min

Produtores devem ficar atentos para declaração do ITR

Sindicato dos Trabalhadores de Santiago, Unistalda e Capão do Cipó já deu início ao preenchimento do documento

Foto: Ieda BeltrãoFoto: Ieda Beltrão

Iniciou a Declaração Anual obrigatória do Imposto Territorial Rural. O sindicato dos Trabalhadores de Santiago, Unistalda e Capão do Cipó já deu início ao preenchimento do documento.

 

 A presidente da entidade, Lérida Pivoto Pavanelo alerta que o ITR é obrigatório, independente de pagamento ou não. Anunciou que em 2021 o Valor da Terra Nua (VTN) assustou produtores, principalmente os residentes em Unistalda e Capão do Cipó. Valor de Terra Nua - é o preço de mercado do imóvel, entendido como o valor do solo com sua superfície e a respectiva mata, floresta e pastagem nativa ou qualquer outra forma de vegetação natural, sem contar os valores de mercado relativos a construções, instalações e benfeitorias, culturas permanentes.

 

Conforme Lérida o valor foi elevado em muito nestes municípios e, consequentemente aumentou o valor do Imposto.

 

 Em Santiago ela considerou o ajuste “simbólico”. Em relação à isenção do ITR terão direito produtores que possuem até 29 hectares de terra e não tenham imóvel na cidade. O prazo para declaração vai até o dia 30 de setembro. Pede para que não deixem para os últimos dias evitando acúmulo de pessoas e no sistema.

 

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais conta com duas funcionárias aptas para o preenchimento da declaração, juntamente com a Emissão do Certificado de Cadastro do Imóvel Rural – CCIR que é feito também neste período.


Veja também:


18/10/2021 | 17h12min

» Saúde: Ministério da Saúde distribui primeiro lote de Pfizer para adolescentes sem comorbidades

18/10/2021 | 16h57min

» Meio Ambiente: Cras Vó Ângela envolve usuários na produção de verduras em sua Horta Comunitária

18/10/2021 | 16h55min

» Meio Ambiente: Nesta quarta vai ter coleta de pneus em Santiago


Comentários:


Voltar ao topo