No ar:
Jornada Esportiva - Rede Gaúcha Sat    18h00min às 20h00min

Ouvir!     

» Geral » Saúde


25/10/2019 | 05h16min

Primeira fase da vacinação contra o sarampo termina nesta sexta

A campanha foi dividida em duas etapas para priorizar a vacinação de dois grupos específicos

Foto: Erasmo Salomao/Ministério da Saúde/DivulgaçãoFoto: Erasmo Salomao/Ministério da Saúde/Divulgação

Termina nesta sexta (25) a primeira fase da Campanha Nacional de Vacinação Contra o Sarampo. Lançada no início de outubro, a campanha é promovida em parceria com secretarias de Saúde municipais e estaduais, e tem como objetivo recuperar o certificado de “país livre do sarampo”, ostentado pelo Brasil em 2016.

 

A campanha foi dividida em duas etapas para priorizar a vacinação de dois grupos específicos. Na primeira fase, crianças de 6 meses a 5 anos de idade. De acordo com o boletim do sarampo divulgado pela Ministério da Saúde, esse é o grupo mais vulnerável. Bebês de até 1 ano de idade apresentam índice de incidência de sarampo 12 vezes maior que as demais faixas etárias.

 

A segunda fase, com data de início prevista para 18 de novembro, imunizará adultos de 20 anos a 29 anos de idade que não estão com a carteira de vacinação em dia. De acordo com o ministério, a vulnerabilidade acontece porque adultos nessa faixa etária nasceram após a erradicação da doença no país, o que retirou a obrigatoriedade da segunda dose da vacina.

 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o avanço do sarampo não é um fenômeno exclusivamente brasileiro. Surtos da doença na Venezuela, Europa e Ásia foram registrados em 2018, e outros países fora do continente latino também registram altos números da doença.

 

Reaparecimento

 

Uma comissão na Câmara dos Deputados discutiu hoje (24) o avanço da doença e as formas de conter a infecção do vírus.

 

Durante sua apresentação na audiência, a presidente da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), Gulnar Azevedo e Silva, enumerou pontos que podem estar contribuindo para a atual prevalência do sarampo no país. Nos últimos 90 dias, foram confirmados 6.192 casos da doença em todo o país, conforme dados divulgados pelo Ministério da Saúde na semana passada.

Segundo Gulnar, os postos de saúde precisam adotar medidas como horário estendido de vacinação para que se garanta a cobertura ideal. Ela afirmou, ainda, que o governo precisa adaptar a comunicação à atualidade, utilizando, por exemplo, o Instagram.


Veja também:


16/11/2019 | 12h15min

» Economia: Programa de aquisição de alimentos impacta positivamente em Santiago

16/11/2019 | 10h15min

» #énatal: Quando devemos começar a montar a árvore de Natal em 2019?

15/11/2019 | 10h45min

» Dança: Argentina, Paraguai, México, Uruguai e Brasil dão o ritmo do Latino Americano Em Dança


Comentários:


Voltar ao topo