No ar:
Correspondente Ipiranga - Rede Gaúcha Sat    20h00min às 20h10min

Ouvir!     

» Geral » Apreensão


23/06/2020 | 23h17min

PRF prende três homens e apreende 50 mil dólares sem procedência

Durante Operação Tamoio II, policiais encontraram o dinheiro escondido dentro dos calçados dos 3 homens

Valores foram encontrados durante vistoria no veículo. Foto: Divulgação/PRFValores foram encontrados durante vistoria no veículo. Foto: Divulgação/PRF

Na tarde desta terça-feira (23), na BR 287, em Santiago, a Polícia Rodoviária Federal prendeu três homens por crime tributário. Eles transportavam 50 mil dólares sem procedência.

 

Durante ação de combate ao crime, os PRFs abordaram dois veículos, um Virtus com placas de Belo Horizonte e uma HR-V com placas de Santo Ângelo. Na abordagem, os ocupantes, todos de Santo Ângelo, informaram que estavam se deslocando de Rivera/Uruguai para Santo Ângelo e que viajavam juntos.

 

Ao realizarem vistoria no interior dos automóveis, os agentes federais encontraram mercadorias que entraram legalmente no país, porém suspeitaram das atitudes dos ocupantes, que demonstraram ansiedade excessiva, levando os policiais a efetuarem revista pessoal nos abordados.

 

Ao revistar o condutor do Virtus, de 54 anos, e o passageiro, de 19, os policiais encontraram dentro dos calçados deles 20 mil e 10 mil dólares respectivamente. Ato contínuo, ao revistar o condutor da HR-V, de 48 anos, os agentes federais encontraram 20 mil dólares dentro dos calçados dele. 

 

Como não souberam explicar nem comprovaram a origem e o destino dos dólares, os três homens foram presos e encaminhados à polícia judiciária federal em São Borja, com o dinheiro apreendido.


Veja também:


09/07/2020 | 17h03min

» Educação: Acadêmicos de Arquitetura e Urbanismo defendem de maneira online as suas Monografias de ITFG

09/07/2020 | 11h07min

» Pandemia: Três novos casos de covid-19 são confirmados em Santiago, nesta quinta

09/07/2020 | 10h17min

» Segurança: Homicídios no RS caem 21,9% em junho e fecham semestre abaixo de mil pelo segundo ano seguido


Comentários:


Voltar ao topo