No ar:
Santiago Atualidade - Paulo Pinheiro    10h00min às 11h25min

Ouvir!     

» Geral » Copa do Brasil


05/09/2019 | 06h54min

Portaluppi ressalta grupo vencedor e necessidade de aprender com a derrota

Tricolor sofreu dois gols no tempo regulamentar e foi batido por 5 a 4 nos pênaltis

Foto: Lucas Uebel/Grêmio/DivulgaçãoFoto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

Não teve como negar o pouco desempenho do Grêmio, que perdeu para o Athletico-PR, ficando de fora da Copa do Brasil.

 

Nem mesmo o técnico Renato Portaluppi, que considerou a vitória do time paranaense como justa. Porém, fez algumas avaliações que explicam um pouco mais a fundo a derrota na Arena da Baixada. A falta dos dois principais jogadores do grupo foi um dos pontos bastantes destacados.

 

“O Athletico esteve melhor e mereceu a classificação. Estivemos muito abaixo e pagamos por isso. E olha… Na terça-feira, tive uma reunião de uma hora com o grupo. Antes do jogo tive outra. Tivemos alguns jogadores muito abaixo do que eles podem apresentar. Pagamos pelos erros”, lamentou.

 

Além disso, o treinador destacou a falta de uma opção que é fundamental para o atual time gremista. “Tivemos dois jogadores importantíssimos fora de combate. Além disso, sempre tivemos o Pepê como uma solução de velocidade para o segundo tempo e hoje não tínhamos nenhum que pudesse mudar o panorama da partida", destacou Renato.

 

Apesar da desclassificação na Copa do Brasil, o Grêmio passará a focar no Campeonato Brasileiro e aguarda outubro para disputar as semifinais da Libertadores contra o Flamengo. O Tricolor viaja direto de Curitiba para Belo Horizonte, a partir das 14h30min, pois enfrenta o Cruzeiro, no domingo, às 11h, no Mineirão. Por isso, a ordem é remobilização.


Veja também:


17/10/2019 | 09h38min

» Cidadania: Unidade do Taifa é reinaugurado no bairro Missões

17/10/2019 | 09h24min

» Saúde: Senado aprova obrigação de exame em 30 dias para diagnóstico de câncer

17/10/2019 | 09h19min

» Economia: Caixa e BB iniciam nova fase de pagamento do PIS/Pasep


Comentários:


Voltar ao topo