No ar:

Ouvir!     

» Geral » Educação


06/08/2020 | 14h25min

Pesquisa da secretaria de Educação aponta que 87,7% das famílias santiaguenses não enviariam seus filhos para a escola

A secretária Mara Rebelo disse que este resultado confirma o Planejamento Estratégico da Secretaria Municipal de Educação

Foto: Ieda BeltrãoFoto: Ieda Beltrão

 O resultado final da pesquisa destinada às famílias da educação infantil da rede municipal de Santiago aponta que 87,7% delas não enviariam seus filhos para a escola, se o retorno presencial ocorrer pela educação infantil e 12,3% respondeu que sim, do total  de 851 respostas para duas perguntas elaboradas pela Secretaria Municipal de Educação.

 

 A pesquisa apontou ainda que 29,4% das famílias se sentiriam inseguras; 22,7% ansiosas, 7,6% preocupadas; 13% tranquilas e 27,3% responderam que sentem medo de enviar às crianças neste primeiro momento.

 

 A secretária Mara Rebelo disse que este resultado confirma o Planejamento Estratégico da Secretaria Municipal de Educação o qual prevê que o início das atividades presenciais  deva ocorrer pelos anos finais.

 

 Ontem (5) a presidente do Conselho Municipal de Educação, professora Maria Salete Reolon disse que o CME vê, pela situação atual,  que a educação infantil seja a última a reiniciar presencialmente o ano letivo, quando isso acontecer. 

 

A pesquisa foi realizada em função de um parecer do Conselho Nacional de Educação, orientando as redes municipais a retomarem pela educação infantil, por ser uma faixa com menos risco para a Covid-19.


Veja também:


19/09/2020 | 07h38min

» Ciência: Fapergs divulga vencedores do Prêmio Pesquisador Gaúcho

19/09/2020 | 07h33min

» Agricultura: Projeto pretende resgatar e conservar parte da diversidade genética da erva-mate no RS

19/09/2020 | 07h26min

» Pandemia: Vacina contra Covid-19 deve estar disponível no começo de 2021, diz presidente da Anvisa


Comentários:


Voltar ao topo