No ar:
Buenas Tarde meu Santiago (2º parte) - Marco Antônio Nunes    18h00min às 18h45min

Ouvir!     

» Geral » Segurança


08/10/2020 | 09h37min

Pardais voltam a operar nas rodovias estaduais do RS

Equipamentos irão monitorar 93 faixas de tráfego

Foto: Ieda BeltrãoFoto: Ieda Beltrão

A segurança na malha rodoviária estadual será reforçada a partir desta quinta-feira (9), com a reativação de controladores de velocidade em 13 estradas gaúchas. Conhecidos como pardais, os dispositivos irão monitorar 93 faixas de tráfego.

 

Além desses aparelhos, foram implantadas 25 câmeras e 25 dispositivos leitores de placas, que auxiliarão no rastreamento de veículos roubados.

 

O governo  está investindo R$ 5,8 milhões na manutenção e operação dos equipamentos, que será realizada pelas empresas Perkons e Fiscaltech, vencedoras do pregão eletrônico. Os contratos têm validade de dois anos, podendo ser prorrogados por igual período, e são fiscalizados pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) - autarquia vinculada à Secretaria de Logística e Transportes.

 

As 13 rodovias que ganharam pardais foram a RS-030, a RS-040, a RS-122, a RS-135, a RS-153, a RS-239, a RS-240, a RS-287, a RS-324, a RS-342, a RS-389, a RS-453 e a RS-470. Eles irão monitorar 93 faixas de tráfego. Os quilômetros onde eles estão instalados não é informado pelo Daer. De acordo com a autarquia, essa medida garante a segurança dos usuários, pois evita que o motorista deixe de respeitar os limites de velocidade assim que passar o controlador.

 

“O principal objetivo é educar os motoristas, fazendo com que eles reduzam a velocidade nos locais onde os estudos apontam maior risco de acidentes”, afirma o secretário Juvir Costella. “O nosso foco é preservar vidas acima de tudo", reforça.

 

Confira a função de cada equipamento:

 

Pardais: é como são popularmente chamados os equipamentos discretos de fiscalização eletrônica instalados em pontos fixos das rodovias estaduais. Os dispositivos possuem sensores implantados no pavimento e são programados para flagrar e autuar os motoristas que excederem o limite de velocidade estabelecido no trecho.


A localização exata dos pardais não é divulgada pelo Daer, com o intuito de incentivar o respeito aos limites de velocidade estabelecidos nas estradas monitoradas e, assim, preservar a segurança dos usuários ao longo de toda a via.

 

Câmeras: As imagens, captadas em tempo real, mostram como estão as condições da rodovia, o tráfego e o clima no trecho pesquisado. Confira: https://bit.ly/3iiCMCg

 

Dispositivos leitores de placas: são radares inteligentes que, em tempo real, fazem a leitura das placas e o cruzamento dos dados com os da Secretaria de Segurança Pública (SSP). Quando é identificada alguma irregularidade, um alerta sonoro avisa a equipe do Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) para que possa ser realizada a averiguação.

 


Veja também:


19/10/2020 | 13h44min

» Trânsito: Acidente de trânsito causa a morte de uma mulher em Santiago

19/10/2020 | 12h28min

» Publicidade: Damian CenterLar quer encher o seu carrinho de boas compras!

19/10/2020 | 10h56min

» Oportunidade: Mecânico de linha pesada é uma das vagas do Sine


Comentários:


Voltar ao topo