No ar:

Ouvir!     

» Geral » Internacional


19/03/2019 | 20h12min

Para Bolsonaro, encontro com Trump abre “novas frentes de cooperação”

Ele citou esforços para implementar as reformas e o equilíbrio fiscal

Foto: Isac Nóbrega/PR/DivulgaçãoFoto: Isac Nóbrega/PR/Divulgação

Em declaração à imprensa, nos jardins da Casa Branca, ao lado do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça (18) que o encontro marca um “capítulo inédito” que abre “novas frentes de cooperação”.

 

Ele destacou os esforços do seu governo para implementar as reformas em curso e o equilíbrio das contas públicas. Segundo o brasileiro, a dispensa de vistos para norte-americanos é para estimular o comércio e o turismo.

 

Bolsonaro agradeceu o apoio de Trump ao ingresso do Brasil na Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Ele se referiu ao grupo que reúne 36 países que se guiam pelos princípios da democracia representativa e economia de mercado. “O apoio americano ao ingresso do Brasil na OCDE será entendido como um gesto de entendimento que marcará ainda mais a parceria que buscamos.”

 

O presidente destacou a negociação para que o Brasil ingresse como parceiro externo na Organização do Tratado Atlântico Norte (Otan), aliança militar criada em 1949 e que reúne 29 países, regido pelo princípio da defesa mútua em caso de ataques. "Discutimos a possibilidade de o Brasil entrar como aliado extra-Otan", disse Bolsonaro.

 

Bolsonaro ressaltou a parceria com os Estados Unidos nas áreas de combate ao terrorismo e crime organizado, ciência, tecnologia e inovação, energia, óleo e gás. “Este encontro retoma uma antiga tradição de parceria e ao mesmo tempo abre um caminho inédito entre Brasil e Estados Unidos.”

 

Ele citou os esforços executados no Brasil para combater o terrorismo e o crime organizado. De acordo com o presidente, os temas estão entre prioridades e são “questão de urgência” para brasileiros e norte-americanos. Ele destacou que foi reativado um fôro de altos executivos para discutir vários temas comuns.

 

O presidente disse que o encontro com Trump destravou temas que aguardavam negociação. “Hoje destravamos vários assuntos que já estavam na pauta há décadas e abrimos novas frentes de cooperação. Esta é a hora de superar velhas resistências e explorar todo o vasto potencial que existe entre Brasil e Estados Unidos. O Brasil tem um presidente que não é anti-americano, caso indédito nas últimas décadas.”

 

EBC


Veja também:


18/06/2019 | 10h36min

» Literatura: Pracinha de Brinquedos vai ganhar Biblioteca Infantil e Casa do Conto

18/06/2019 | 09h46min

» Polícia: Vítimas relatam novas tentativas de golpes via whatsapp

18/06/2019 | 09h25min

» Polícia: Bicicleta sem origem é localizada no centro de Santiago


Comentários:


Voltar ao topo