No ar:
Santiago Atualidade - Paulo Pinheiro    10h00min às 11h25min

Ouvir!     

» Geral » Comportamento


09/09/2019 | 16h52min

OMS alerta para adoção de estratégias de prevenção ao suicídio

Foto: Ieda BeltrãoFoto: Ieda Beltrão

Dos 183 países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 38 pesquisados pelo organismo, entre eles o Brasil, contam com uma estratégia nacional de prevenção ao suicídio.

 

Embora represente um aumento de quase 35% em comparação aos 28 países que, já em 2014, tinham estabelecido políticas públicas para lidar com o tema, o resultado ainda é considerado insuficiente pela OMS.

 

Em um relatório divulgado, nesta segunda (9), véspera do Dia Mundial para a Prevenção ao Suicídio, a organização alerta sobre a necessidade dos governantes mundiais estabelecerem estratégias nacionais, instituindo medidas preventivas e orientações claras para auxiliar a população a lidar com o tema, que costuma ser encoberto por uma nuvem de preconceitos e incompreensão.

 

De acordo com a organização, uma pessoa se suicida a cada 40 segundos, no mundo. Número que, conforme destaca o relatório, não representa fielmente a realidade, já que, para cada morte devidamente registrada, há muitas outras tentativas e óbitos que não chegam a ser contabilizados como suicídios.

 

Segundo a OMS, apenas 80 dos 183 países-membros da organização dispõem de informações de “boa qualidade” sobre o tema, o que dificulta a elaboração de uma estratégia nacional eficaz. Ainda de acordo com a OMS, 79% de todos os casos mundiais se concentram em países de baixa renda – ainda que, por razões demográficas, as maiores taxas de casos por cada grupo de 100 mil habitantes tenham sido registradas nos países desenvolvidos e de maior poder aquisitivo, diz a organização.


Veja também:


17/10/2019 | 09h38min

» Cidadania: Unidade do Taifa é reinaugurado no bairro Missões

17/10/2019 | 09h24min

» Saúde: Senado aprova obrigação de exame em 30 dias para diagnóstico de câncer

17/10/2019 | 09h19min

» Economia: Caixa e BB iniciam nova fase de pagamento do PIS/Pasep


Comentários:


Voltar ao topo