No ar:
Campo a Fora - Odilon Ramos    05h00min às 07h00min

Ouvir!     

» Geral » Economia


05/05/2020 | 16h16min

Município terá que lidar com dois tipos de crise provocadas pelo coronavírus e estiagem

Segundo o prefeito Tiago Gorski Lacerda os impactos serão mais evidentes no final do ano, do que nos próximos meses

Foto: Ieda BeltrãoFoto: Ieda Beltrão

Fica difícil diferenciar crise econômica provocada pelo coronavirus da provocada pela estiagem. Esta última também já deixou seu rastro. Para o prefeito de Santiago ainda é cedo prever o impacto total disso tudo.

 

Tiago Gorski Lacerda explica que  a hora é de reunir todas as informações sobre o comportamento do consumidor.

 

Ele admitiu o registro de queda na arrecadação de tributos, assim como mudança no atual perfil do consumidor que está diferente, pois não está gastando, sem falar na falta de investimentos.

 

Segundo Gorski os impactos serão mais evidentes no final do ano, do que nos próximos meses. Os prejuízos com a safra somam mais de R$ 200 milhões, comprometendo, não só a cadeia do agronegócio, mas também do empreendedorismo, sem contar a insegurança de crédito para as próximas safras.

 

Para este ano, a queda na arrecadação de IPTU, ISS e repasses está estimada em  R$ 10 milhões.


Veja também:


23/01/2021 | 16h48min

» Saúde: 116 mil doses da vacina Oxford/AstraZeneca chegam ao Rio Grande do Sul neste domingo

23/01/2021 | 16h45min

» Aviso: Vai faltar água no começo desta semana em Santiago

23/01/2021 | 16h41min

» Trânsito: Estado edita decreto que possibilita pagamento de débitos do veículo no local da blitz


Comentários:


Voltar ao topo