No ar:
Campo e Lavoura - Rede Gaúcha Sat    05h00min às 06h00min

Ouvir!     

» Geral » Segurança


07/05/2020 | 17h10min

Mesmo com o isolamento, casos de violência contra a mulher não crescem em Santiago

As informações da secretaria do Desenvolvimento Social

Foto: Ieda BeltrãoFoto: Ieda Beltrão

Mesmo diante da situação de isolamento social, os casos de violência contra a mulher não tem crescido muito, conforme informou a titular do Desenvolvimento Social, Denise Florio Cardoso. Segundo ela cabe ressaltar que as denúncias podem ser feitas. As mulheres que forem vítimas precisam registrar na Delegacia de Polícia para que ela possa ser protegida.

 

No mês de março foram 54 boletins de ocorrência. As vítimas podem procurar as unidades do Cras e Creas, e delegacia de polícia. Denise reforça que todos os setores da Secretaria de Desenvolvimento Social estão funcionando. Apenas as atividades de grupo e as visitas sociais em casa estão reduzidas por causa do coronavírus.

 

Por outro lado ressalta a demanda de atendimentos neste período de pandemia, relacionados a outros fatos, somando, até 30 de abril 2.200 famílias.

 

Aproveitou para informar que no próximo sábado das 09 às 15 horas, na esquina da rua Tito Becon com a Pinheiro Machado, próximo da Praça Moses Vianna haverá mais uma ação do programa – Quilos de Solidariedade.

 

A comunidade poderá doar alimentos, entre eles feijão e óleo para complemento das cestas existentes na secretaria municipal de Desenvolvimento Social.

 


Veja também:


22/01/2021 | 17h05min

» Educação: Smeec vai implantar projeto para estimular a prática do xadrez nas escolas em 2021

22/01/2021 | 16h37min

» Economia: Sine já ofereceu quase 50 vagas de emprego neste mês

22/01/2021 | 12h53min

» Pandemia: Operação vai coibir aglomerações em pontos públicos, bares e conveniências


Comentários:


Voltar ao topo