No ar:
Essência Gaúcha - Marcelo Peronio    14h00min às 16h00min

Ouvir!     

» Geral » TV


25/02/2019 | 10h56min

Juliana Paes é apresentada oficialmente pela Globo, como Maria da Paz

Primeiras cenas foram gravadas no Sul, nas cidades de Nova Esperança do Sul, Jaguarão e São Gabriel

Maria da Paz. Fotos: João Miguel Jr/DivulgaçãoMaria da Paz. Fotos: João Miguel Jr/Divulgação

 

A dona do pedaço, próxima novela das nove de Walcyr Carrasco, com direção artística de Amora Mautner, enaltece o poder feminino por meio da trajetória de Maria da Paz (Juliana Paes), uma jovem humilde, da cidade fictícia de Rio Vermelho, no Espírito Santo. Maria vem de uma família de justiceiros profissionais, os Ramirez, e se apaixona justamente por Amadeu (Marcos Palmeira), advogado formado em Vitória e membro do clã rival nos negócios, os Matheus. A trama, dividida em um prólogo e duas fases, traz uma história de amor com elementos à Romeu e Julieta, sem perder o humor, que permeia todo o folhetim.

 

“A Dona do Pedaço é uma novela que fala de coragem e esperança. Acredito que as pessoas podem subir na vida utilizando aquilo que já sabem, um dom, e a vontade de lutar e trabalhar. Traz a certeza de que todos podem encontrar seu lugar no mundo”, ressalta Walcyr.

 

Desde pequena, Maria mantém o hábito de ficar na cozinha ao lado de sua avó, Dulce (Fernanda Montenegro), com quem aprende a fazer bolos. Essa rotina a seduz mais do que as atividades impostas pelo pai, Ademir (Genézio de Barros), que quer transformá-la em uma justiceira. Já na década de 1990, Maria e Amadeu se conhecem durante um passeio a cavalo. Quando descobrem que vêm de famílias rivais, sugerem um pacto de paz para viverem o romance e conseguem marcar o casamento. Mas, no altar, Amadeu leva um tiro misterioso e, após a tragédia, os Matheus prometem vingança contra os Ramirez.

 

 

As primeiras vítimas são Fabiana (Maria Clara Baldon/ Nathalia Dill) e Virgínia (Duda Batista/ Paolla Oliveira), sobrinhas de Maria e filhas de Zenaide (Maeve Jinkings). Vicente (Álamo Facó), irmão de Amadeu, fica encarregado de dar fim nas meninas, mas só consegue capturar Fabiana e, sem coragem de executar o serviço, a deixa em um convento. Ao saber do sumiço de Fabiana, a família tira Zenaide e Virgínia da cidade, mas uma nova tragédia acontece. A criança se separa da mãe e se perde pelas ruas de Vitória.

 

Jurada de morte, Maria conta com a ajuda da mãe, Evelina (Nívea Maria), e do padre (Fernando Eiras) para fugir. Ela consegue abrigo na casa de Marlene (Suely Franco), prima do sacerdote, no bairro do Bixiga, em São Paulo, e começa uma nova vida com a promessa de reencontrar as sobrinhas. Com o passar do tempo, recebe a notícia da morte de Amadeu, sem saber que a mentira é um acordo entre as mães, Nilda (Jussara Freire) e Evelina, que decidem dizer para ambos que os dois estão mortos.

 

Se não bastasse o sofrimento pela “morte” do amado, Maria se vê grávida e sem emprego, mas é incentivada por Marlene e seu novo vizinho, Eusébio (Marco Nanini), a vender bolos como forma de sustento. O negócio dá tão certo que, 20 anos depois, Maria torna-se uma bem-sucedida dona de uma cadeia de confeitarias. Vive ao lado da filha, Josiane (Agatha Moreira), que cultiva desprezo pela mãe, critica seu comportamento e aparência e odeia o próprio nome. Ela sabe que precisa da mãe para realizar o sonho de se tornar uma digital influencer e, para conquistar a projeção social que deseja, articula um plano com Régis (Reynaldo Gianecchini), um playboy de família tradicional. A jovem o apresenta para a mãe e arma o casamento entre eles para tomar o dinheiro dela. Maria sequer imagina que a união pode colocar em risco seu patrimônio conquistado com tanta luta.

 

Além da armação, Josiane também faz de tudo para se aproximar de Virgínia, que após ser encontrada e adotada pelo casal Otávio (José de Abreu) e Beatriz (Natália do Vale), se tornou uma das mais conhecidas digital influencers do país. A jovem não imagina que a famosa é sua prima desaparecida e se espelha nela para ter sucesso na internet. E Fabiana, que há anos não tem notícia da família, descobre o paradeiro da irmã ao vê-la em um programa de televisão com um amuleto dado de presente por Dulce para as duas. Ela decide, então, se mudar para São Paulo, onde arquiteta um plano para recuperar a vida que não teve, sem revelar o parentesco com Virgínia, afinal, tem inveja da irmã bem-sucedida.

 

Durante esse tempo, Amadeu se recupera na casa de campo da família com a ajuda da fisioterapeuta Gilda (Heloísa Jorge), e, certo de que sua Maria morreu, casa-se com Gilda e se muda para São Paulo, onde pretende exercer seu ofício de advogado. Na metrópole, o casal protagonista se reencontra e reacende o amor do passado.

 

De Walcyr Carrasco, a próxima novela das nove, A dona do pedaço, tem colaboração de Nelson Nadotti, Márcio Haiduck e Vinicius Vianna, direção artística de Amora Mautner, direção geral de Luciano Sabino e direção de André Barros, Bernardo Sá, Bruno Martins Moraes, Caetano Caruso e Vicente Kubrusly. A previsão de estreia é para o primeiro semestre de 2019.

 

Gshow


Veja também:


22/03/2019 | 15h34min

» Agricultura: Nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santiago, Unistalda e Capão do Cipó é empossada

22/03/2019 | 13h39min

» Educação: Otélio Drebes se emociona com homenagens na escola Sebastião Colpo

22/03/2019 | 13h31min

» Meio Ambiente: Troca de óleo de cozinha por flores e plantas segue nesta segunda-feira, em Santiago


Comentários:


Voltar ao topo