No ar:
Santiago Atualidade - Paulo Pinheiro    10h00min às 11h25min

Ouvir!     

» Geral » Pecuária


22/12/2020 | 16h33min

Inspetoria veterinária de Santiago orienta produtores quanto a prazos

A médica veterinária, Renata Antocheves Stakowski, lembra que é o caso da declaração de rebanho que foi prorrogada até 30 de dezembro

Foto: Ieda BeltrãoFoto: Ieda Beltrão

A inspetoria Veterinária de Santiago continua com seu atendimento normal das 08 às 12 e das 13h30min às 17h30min. Neste período de encerramento do exercício de 2020, os produtores devem procurar a instituição para se certificarem sobre alguma pendência e não perderem o prazo.  A médica veterinária, Renata Antocheves Stakowski, lembra que é o caso da declaração de rebanho que foi prorrogada até 30 de dezembro.

 

Os produtores que estão em dúvida podem ligar para a Inspetoria pelo telefone 3251 2585 em função do prolongamento amplo do prazo por causa pandemia. Com relação à vacina da brucelose, ela deve ser realizada  quando é declarado o nascimento de fêmeas, com idade de 03 a 08 meses.  A brucelose causa perdas reprodutivas importantes nos bovinos o que torna a vacinação  obrigatória. A comprovação se dá através da apresentação da nota fiscal e o atestado de vacinação na Inspetoria Veterinária.

 

Para esta vacina não existe período certo de comprovação, mas deve ser feita sempre que o produtor tenha nascimentos na sua ficha de animais entre 03 e 08 meses de idade./ Quem não comprova a vacina fica com o trânsito dos mesmos impedido. Renata aproveitou para informar que os dias 24 e 31 serão dias de ponto facultativo, por isso a Inspetoria não terá expediente, seguindo posteriormente com as atividades de defesa animal e fiscalização, além da emissão de documentos aos produtores.


Veja também:


21/01/2021 | 10h23min

» TV: Como votar no BBB 21: veja o passo a passo

21/01/2021 | 10h00min

» Economia: Liquida Santiago movimenta o comércio

21/01/2021 | 09h50min

» Internacional: EUA se juntarão à Covax, que busca distribuir vacinas a países pobres


Comentários:


Voltar ao topo