No ar:
Geração 2000 - Jones Diniz    20h10min às 23h59min

Ouvir!     

» Geral » Educação


15/09/2020 | 15h51min

Informações atualizadas sobre o curso de Metodologias Ativas e Tecnologias Digitais

O curso visa proporcionar aos docentes a oportunidade de conhecer e aprofundar conhecimentos

Imagem: divulgaçãoImagem: divulgação

Na última semana, a URI Santiago abriu as inscrições para o curso de Metodologias Ativas e Tecnologias Digitais. Porém, como a procura ficou intensa e muitas pessoas estão buscando diversas informações, a universidade, ciente da importância em dialogar com esse usuário, estendeu o período de inscrições. Agora, elas seguem até 25 de setembro, data em que começa o curso.  

 

Ele será online, nas segundas, quartas e sextas-feiras, das 17h às 18h30min. A universidade também foi sensível a diversos pedidos e baixou o valor do curso. O investimento fica em R$100 para professores das redes pública e privada. Caso alguém não consiga acompanhar algum encontro, terá a gravação disponível do mesmo. 

 

O curso visa proporcionar aos docentes a oportunidade de conhecer e aprofundar conhecimentos quanto ao uso de Metodologias Ativas, enriquecido pelas tecnologias digitais, visando à construção de uma prática docente inovadora no contexto atual, frente a rupturas sociais da pandemia.

 

Entre os assuntos estão: Metodologias Ativas, Plataforma Google Education, Experiências Digitais de Interação, Ensino Híbrido (sala de aula invertida, rotação por estações, laboratório rotacional e rotação individual), Relato de Boas Práticas, etc.

 

Informações: 55 99731 6463, 55 99600 2119, 55 3251 3151 (ramal 222), este último no horário das 8h às 13h, de segunda à sexta-feira. E-mail: [email protected]

 

 


Veja também:


12/06/2021 | 16h47min

» Saúde: Sábado foi de vacinação em Santiago para 56 e 57 anos e nesta segunda será a vez de 55 anos

12/06/2021 | 16h32min

» Pandemia: Ministério da Saúde confirma antecipação da vacina da Johnson

12/06/2021 | 16h27min

» Meio Ambiente: Caixa lança programa de preservação ambiental


Comentários:


Voltar ao topo