No ar:
Santiago Atualidade - Paulo Pinheiro    10h00min às 11h25min

Ouvir!     

» Geral » Economia


15/07/2019 | 10h05min

Inadimplência do consumidor desacelera e cresce 0,9% no primeiro semestre de 2019

Consumidor inadimplente deve, em média, pouco mais de R$ 3.200

Dados apurados pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostram que, após atingir crescimento recorde no auge da recessão econômica, a inadimplência do consumidor dá sinais de desaceleração.

 

O volume de atrasos no primeiro semestre de 2019 cresceu 0,9% na comparação com o final do ano passado. Trata-se da segunda menor variação nos atrasos desde 2012, quando a inadimplência havia crescido 5,8% no primeiro semestre daquele ano. Já em 2017, o crescimento observado fora muito semelhante ao deste ano, com alta de 0,8%.



Considerando apenas o mês de junho, o volume de consumidores com contas sem pagar e registrados em listas de inadimplentes também apresentou um crescimento mais modesto:alta de 1,7% frente a junho de 2018. É o menor avanço na base anual de comparação desde dezembro de 2017 (1,3%).



Na avaliação do presidente da CNDL, José Cesar da Costa, a inadimplência apresentar crescimento a taxas mais modestas é um fator positivo, que acompanha a lenta recuperação da economia, mas o estoque de pessoas com contas em atraso e que enfrentam dificuldades para voltar ao mercado de crédito ainda é muito elevado. Até abril deste ano eram 62,6 milhões de pessoas nessa situação, o que representa quase 41% da população adulta.
 


Veja também:


17/08/2019 | 10h40min

» Economia: Desigualdade de renda no país chega ao 17° trimestre consecutivo de alta, revela FGV

17/08/2019 | 10h39min

» Economia: Caixa e Banco do Brasil iniciam pagamento de cotas do PIS/Pasep

17/08/2019 | 07h29min

» Tráfico: Brigada Militar prende trio por tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo


Comentários:


Voltar ao topo