No ar:
Buenas Tarde meu Santiago (1º parte) - Marco Antônio Nunes    17h00min às 18h00min

Ouvir!     

» Geral » Pandemia


23/03/2021 | 15h00min

Governo do RS e Exército distribuem 16,5 mil medicamentos do kit intubação a 24 hospitais gaúchos

Logística para levar medicamentos para 23 municípios ocorreu nesta terça-feira

Logística para chegar em 23 municípios teve apoio do Exército Brasileiro nesta terça-feira | Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini Logística para chegar em 23 municípios teve apoio do Exército Brasileiro nesta terça-feira | Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini

Para garantir estoque de medicamentos do kit intubação em hospitais gaúchos, a Secretaria da Saúde (SES), com auxílio logístico do Exército Brasileiro, entregou nesta terça-feira cerca de 16,5 mil frascos de medicamentos utilizados em pacientes graves de Covid-19 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). São 24 instituições hospitalares de 23 municípios do interior beneficiadas pela nova remessa, definidas com base em um acompanhamento semanal do abastecimento de insumos que a SES realiza. Cada kit contém Dexmedetomidina, Etomidato, Morfina, Propofol e Fentalina.

 

Na manhã de hoje, sete veículos saíram 3º Batalhão de Suprimento, em Nova Santa Rita, para rodar, somados, 5.560 quilômetros pelo Rio Grande do Sul, sendo a rota mais longe até Alegrete. “Estamos nesta missão de apoio para levar um pouco mais de conforto e dignidade a todos que necessitam do suporte desses medicamentos. São produtos essenciais para a assistência a pacientes em estado mais grave da doença”, disse o tenente-coronel Eduardo Rodrigues da Silva, comandante do 3º Batalhão de Suprimento.

 

O chamado kit intubação é formado por sedativos, relaxantes musculares e bloqueadores neuromusculares, necessários para a intubação de pacientes que necessitam de ventilação mecânica em leitos de UTI, por dificuldades respiratórias. “Os medicamentos fazem a pessoa relaxar e, assim, se consegue oxigenar bem os pacientes e auxiliar na recuperação. É de suma importância a ajuda do Ministério da Saúde e do governo do Estado neste momento, uma vez que estávamos com os estoques limitados e com muita dificuldade de adquiri-los”, disse a coordenadora assistencial do Hospital de Pronto Socorro (HPS) de Canoas, Angélica Bellinaso, um dos primeiros locais a receber os frascos na manhã desta terça.


Veja também:


13/04/2021 | 16h54min

» Pecuária: Veterinário alerta para o controle de morcegos hematófagos

13/04/2021 | 16h50min

» Política: Lei que obriga escolas a ter Bíblia é inconstitucional, decide STF

13/04/2021 | 16h44min

» Economia: Brasil deve receber mais de 842 mil doses da vacina da Pfizer em junho


Comentários:


Voltar ao topo