No ar:
Plantão Gaúcha - Rede Gaúcha Sat    22h00min às 23h59min

Ouvir!     

» Geral » Rodovias


21/02/2019 | 15h08min

Estado foi claro e objetivo: não tem nenhuma expectativa sobre a manutenção das rodovias esburacadas

Tiago Gorski Lacerda integrou comitiva do Vale do Jaguari para tratar sobre a situação das rodovias, na Secretaria dos Transportes

Os buracos vão continuar. Foto: Ieda BeltrãoOs buracos vão continuar. Foto: Ieda Beltrão

“Para nossa surpresa fomos muito mal recebidos”. Assim definiu o prefeito de Santiago, Tiago Gorski Lacerda que integrou a comitiva do Vale do Jaguari, durante audiência na última quarta-feira (20) na Secretaria dos Transportes para tratar sobre a situação das rodovias. O prefeito salienta que o governo, de forma clara e objetiva não tem nenhuma expectativa sobre a manutenção das rodovias esburacadas.

 

Afirmou que até o final de março o governo tem apenas a intenção de promover um diagnóstico das estradas, para posteriormente determinar o que pode ser feito.

 

O ponto positivo foi a sinceridade do Estado em afirmar que, em curto prazo não deverá ocorrer a manutenção das rodovias e o negativo é o agravamento cada vez mais da situação.

 

Tiago Gorski Lacerda disse que ainda ontem mesmo os prefeitos já se reuniram para buscar outra forma   de pressionar o estado para a manutenção das rodovias em pauta: RS 377 ( de Alegrete a Joia), RS 168 ( de Santiago a Bossoroca), VRS 825 ( que liga Nova Esperança do Sul a BR 287); RS 241 ( que liga SV Sul a São Francisco de Assis); a RS 640 ( Cacequi) e a RS 541 ( acesso a Itacurubi).

 

Gorski reitera que além disso, a região vive a situação de limitação de carga, até 24 toneladas,  na ponte sobre o rio Piratini, na RS 168, entre Bossoroca e São Luiz Gonzaga.

 

Não está descartada manifestação em São Francisco de Assis, de todos os municípios da região com intuito de usar do poder das comunidades e das forças das lideranças, no sentido de sensibilizar o governo do estado, para pelo menos um tapa buracos emergencial. Enfatizou que a região  não poderá “passar mais uma safra e o inverno” com as estradas nestas condições, sem mencionar os prejuízos que isto tem causado ao poder público e a própria iniciativa privada.


Veja também:


22/03/2019 | 15h34min

» Agricultura: Nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santiago, Unistalda e Capão do Cipó é empossada

22/03/2019 | 13h39min

» Educação: Otélio Drebes se emociona com homenagens na escola Sebastião Colpo

22/03/2019 | 13h31min

» Meio Ambiente: Troca de óleo de cozinha por flores e plantas segue nesta segunda-feira, em Santiago


Comentários:


Voltar ao topo