No ar:
Jornada Esportiva - Rede Gaúcha Sat    18h00min às 20h00min

Ouvir!     

» Geral » Cidadania


25/10/2019 | 16h35min

Entenda o projeto Apadrinhar

Projeto tem a finalidade de sensibilizar os santiaguenses para se tornarem padrinhos afetivos de crianças ou adolescentes que vivem nos abrigos dos meninos e das meninas

Foto: Ieda BeltrãoFoto: Ieda Beltrão

No dia 31, quinta-feira, será lançado em Santiago o projeto "Apadrinhar", do TJRS, que tem a finalidade de sensibilizar os santiaguenses para se tornarem padrinhos afetivos de crianças ou adolescentes que vivem nos abrigos institucionais dos meninos e das meninas.

 

"O padrinho ou madrinha terá o papel de visitar regularmente o seu afilhado (a), levá-lo pra passear, viajar, ser uma referência amigável e familiar que o inspire", afirma a assistente social Aline Sudati Peixoto.

 

Quem pode ser afilhado (a):

 

Crianças e adolescentes que apresentam poucas perspectivas de adoção ou retorno para sua sua família. Exemplo: pré-adolescentes e adolescentes, grupos de irmãos, crianças com deficiências ou síndromes.

 

Quem pode ser padrinho ou madrinha:

 

Pessoas idôneas acima de 18 anos, com disponibilidade de tempo que possibilite o contato regular com o afilhado (a) e participar das oficinas e reuniões com a equipe do projeto.

 

O que pode:

 

Visitar regularmente o jovem. Realizar passeios com o (a) afilhado (a), proporcionando uma convivência familiar comunitária saudável. Acompanhá-lo em atividades e eventos.

 

Documentos necessários para se cadastrar:

 

Documente de identidade (original e cópia). Comprovante de residência atualizado. Certidão negativa de antecedentes criminais. O cadastramento pode ser feito na SMEEC, no CREAS, no Fórum e na Promotoria de Justiça.

 

Gallery_big_dde4da478995ac36d5130b6cd13786fc


Veja também:


16/11/2019 | 12h15min

» Economia: Programa de aquisição de alimentos impacta positivamente em Santiago

16/11/2019 | 10h15min

» #énatal: Quando devemos começar a montar a árvore de Natal em 2019?

15/11/2019 | 10h45min

» Dança: Argentina, Paraguai, México, Uruguai e Brasil dão o ritmo do Latino Americano Em Dança


Comentários:


Voltar ao topo