No ar:
Pátria e Querência - Marco Antônio Nunes e Marcelo Peronio Ramos    16h00min às 17h00min

Ouvir!     

» Geral » Estiagem


12/03/2020 | 10h22min

Emater atualiza estimativa de perdas pela estiagem da safra de soja e milho no RS

Esses dados são referentes ao retrato da situação até a última segunda-feira (9), e não a uma projeção para o resultado após a safra

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

Em caráter excepcional, por solicitação da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), a Emater/RS-Ascar divulga, nesta quarta-feira (11), uma atualização da estimativa de perdas na produtividade, em relação aos dados inicialmente divulgados em agosto do ano passado, das culturas de soja (-32,3%) e milho (-26,3%) da safra 2019/2020.

 

Esses dados são referentes ao retrato da situação até a última segunda-feira (9), e não a uma projeção para o resultado após a safra.

 

“A estiagem persiste, e esses números podem aumentar”, afirma o diretor técnico Alencar Ruger. Ele destaca ainda que o levantamento apresenta perdas de até 75% em alguns municípios, mas o dado refere-se a uma média estadual.

 

O presidente da instituição, Geraldo Sandri, ressalta que o monitoramento das lavouras é acompanhado periodicamente e não há previsão de uma nova divulgação de dados antes da conclusão da colheita.

 

SOJA


Estimativa produtividade média (kg/ha)
• Inicial: 3.315
• Atual: 2.245
• Variação: -32,3%

Estimativa produção (ton)
• Inicial: 19,7 milhões
• Atual: 13,3 milhões
• Variação: -32,2%

 

MILHO


Estimativa produtividade média (kg/ha)
• Inicial: 7.710
• Atual: 5.679
• Variação: -26,3%

Estimativa produção (ton)
• Inicial: 5,9 milhões
• Atual: 4,4 milhões
• Variação: -25,2%


Veja também:


30/03/2020 | 13h43min

» Saúde: Saiba o que os serviços de saúde estão fazendo para o enfrentamento ao coronavírus e outras enfermidades

30/03/2020 | 13h34min

» Clima: Estiagem: caminhões pipa abastecem mais de 50 famílias no interior de Santiago

30/03/2020 | 13h16min

» Coronavírus: Ouça a entrevista do prefeito Tiago Gorski em que pede cautela em relação ao comércio


Comentários:


Voltar ao topo