No ar:

Ouvir!     

» Geral » Habitação


18/12/2018 | 16h40min

Em Santiago, projeto de 300 casas está pronto e só aguarda autorização para o início

As novas residências fica próximo a BR 287, entre a Viação Cento Oeste e antiga Escola Rubem Machado Lang

A meta do governo municipal inclui os projetos habitacionais com objetivo de diminuir o déficit existente em Santiago.

 

A boa notícia é que está pronto o projeto para construção de 300 casas. A titular da Secretaria de Desenvolvimento Social, Denise Florio Cardoso disse que a demora está na transição de governo e como se dará a questão da política habitacional na gestão do presidente eleito Jair Bolsonaro.

 

Denise acrescentou que atualmente não existe nenhum movimento no Ministério das Cidades, mas que Santiago já cumpriu sua parte, montando todo o processo, desde o mapeamento do espaço, o projeto e a construtora, cuja documentação já está na Superintendência da Caixa Econômica Federal em Santa Maria. Acredita que para 2019 saia a aprovação das trezentas unidades habitacionais.

 

O local de construção das novas residências, que terão coberta de telha fica próximo a BR 287, entre a Viação Cento Oeste e antiga Escola Rubem Machado Lang.

 

Denise aproveitou para lembrar que mesmo existindo uma listagem de famílias que necessitam de habitação, ela não tem efeito de inscrição.

 

A primeira exigência dos programas sociais é ter Cadastro Único que consiste numa base de dados da família em todo o território nacional, depois seguem os critérios como, por exemplo: mulheres com filho, pessoas com necessidades especiais, idosos e renda que não pode ultrapassar a R$ 1.800,00.

 

O processo de seleção será amplamente divulgado na imprensa e junto aos Centros de Referência e Assistência Social.

 

 

 

 


Veja também:


15/01/2019 | 17h03min

» Educação: Famílias de crianças com autismo tem suporte especializado

15/01/2019 | 17h00min

» Arte nas férias: Oficina de teatro na Estação envolve e diverte jovens participantes

15/01/2019 | 16h54min

» Política: Bolsonaro assina decreto que flexibiliza a posse de armas


Comentários:


Voltar ao topo