No ar:
Santiago Atualidade - Paulo Pinheiro    10h00min às 11h25min

Ouvir!     

» Geral » Saúde


19/03/2020 | 21h27min

Em decreto complementar prefeitura de Santiago toma medidas mais drásticas para enfrentar o coronavírus

Comércio em geral deve funcionar somente à tarde de segunda a sexta e sábado, pela manhã

Decreto foi apresentado na noite desta quinta. Fotos: Divulgação/Prefeitura de SantiagoDecreto foi apresentado na noite desta quinta. Fotos: Divulgação/Prefeitura de Santiago

Na noite desta quinta-feira (19), o prefeito Tiago Gorski apresentou o decreto  017/2020 com medidas complementares ao decreto anterior, o 014/2020, para enfrentamento do coronavírus.


Ao lado do secretário de Saúde, Éldrio Machado, autoridades de segurança, saúde e economia, o prefeito apresentou medidas mais drásticas para enfrentar a doença que vem se espalhando de forma rápida por todo país, incluindo o Rio Grande do Sul que já soma 37 casos confirmados e milhares de suspeitas sendo investigadas diariamente. 


O pedido de todos os presentes foi um só: conscientização e "fique em casa", enfatizando a importância de evitar aglomerações e saídas desnecessárias. "O momento é muito sério, é hora de entendermos que se recolher é a melhor solução para todos nós", reiterou o prefeito, que em seguida passou a ler o decreto de nº 017/2020.

 

Entre as medidas principais estão as relacionadas ao funcionamento do comércio em geral, que passa a obedecer a seguinte ordem: funcionar com equipes reduzidas e com restrição ao número de clientes, de segunda a sexta de tarde e sábados pela manhã. Estão liberados para funcionar normalmente supermercados, farmácias, postos de gasolina, revendas de gás e de água, assim outros essenciais à população.  


Já os locais que servem refeições devem seguir uma série de orientações como diminuir o número de mesas para aumentar a distância entre elas e horário estendido para evitar aglomeração de pessoas. A lotação não poderá exceder 50% da capacidade prevista. 

 

Clique aqui e leia o Decreto na íntegra

 


 


Veja também:


07/04/2020 | 09h59min

» Saúde: INSS antecipa pagamento de um salário mínimo de auxílio-doença

07/04/2020 | 09h56min

» Internacional: Pela 1ª vez desde janeiro, China não registra mortes por covid-19

07/04/2020 | 09h50min

» Saúde: Cerca de 600 mil trabalhadores já se cadastraram para receber auxílio


Comentários:


Voltar ao topo