No ar:

Ouvir!     

» Geral » Polícia


23/10/2020 | 13h37min

Eleições terão plano de segurança sanitária

Espaço em cada seção eleitoral deverá ser aberto, preferencialmente, com ventilação natural

Foto: Ieda BeltrãoFoto: Ieda Beltrão

Entre as principais recomendações aos eleitores, está a manutenção de uma distância mínima de um metro nas filas e para o mesário, no momento que antecede o voto.

 

Cada eleitor  deve levar a própria caneta para assinar o caderno de votação e evitar levar crianças ou acompanhantes aos locais de votação. 

 

Para os mesários, o protocolo é ainda mais específico. Todos eles vão receber máscaras, álcool em gel para uso individual e viseiras plásticas.

 

De acordo com o protocolo, eles deverão trocar as máscaras a cada quatro horas. Todos os itens de segurança foram doados por um grupo de cerca de 30 empresas privadas, sem custos aos cofres públicos.

 

O presidente do TSE, ministro Luiz Roberto Barroso afirmou que o órgão criou o protocolo com a intenção de possibilitar eleições mais seguras. 

 

Em 2020, não haverá biometria. Na hora em que o eleitor se identificar, o mesário deverá verificar a autenticidade sem encostar em nada, diz o plano.

 

Se tiver dúvida na identificação, pode pedir ao cidadão que dê dois passos para trás e abaixe a máscara brevemente para confirmar a correspondência entre a pessoa e o documento. 

 

De acordo com o TSE e com a agência Brasil 61, vai haver um local específico para os mesários fazerem as refeições.

 

O espaço em cada seção eleitoral deverá ser aberto, preferencialmente, com ventilação natural e que permita a distância mínima de dois metros entre as pessoas. 

 

 



 

 


Veja também:


29/11/2020 | 14h52min

» Pandemia: Final de semana registra 15 novos casos de Covid-19 em Santiago

29/11/2020 | 14h41min

» Tráfico: Menor é apreendido comercializando droga no bairro Vila Nova

29/11/2020 | 14h39min

» Natal Encantado: Rotary e Centro Empresarial estimulação decoração natalina


Comentários:


Voltar ao topo