No ar:
Santiago Atualidade - Paulo Pinheiro    10h00min às 11h25min

Ouvir!     

» Geral » Pandemia


15/03/2021 | 10h04min

Eduardo Leite diz que Rio Grande do Sul deve entrar abril em bandeira preta

Governador reitera que hospitais estão tomados de internações por covid, o que ele deve estudar é a cogestão

Foto: Ieda BeltrãoFoto: Ieda Beltrão

O governador Eduardo Leite, disse na manhã desta segunda-feira (15), em entrevista a Rádio Gaúcha que o Rio Grande do Sul deve entrar abril em bandeira preta. 


"A análise dos indicadores não vai indicar simplesmente que a bandeira preta estará na semana que vem. Estará por algumas semanas, porque o sistema hospitalar está totalmente tomado de demanda por coronavírus. O número de pacientes confirmados com a doença em UTIs era 800 há um mês. Agora, são 2,5 mil. É uma pressão muito forte. Isso vai significar que o Estado entre provavelmente o mês de abril com bandeiras pretas" disse, em entrevista ao programa Gaúcha Atualidade.

 

O que o governo estuda é retomar a cogestão, que significa gestão compartilhada entre Estado e municípios. Neste modelo, as prefeituras e associações regionais podem adotar regras menos restritivas, equivalentes à bandeira imediatamente anterior — no caso do modelo estadual, as da bandeira vermelha.

 

"Por isso estamos analisando a possibilidade de elevarmos as restrições da bandeira vermelha, subir esta regra. Significa termos, na semana que vem, uma possível retomada de atividades. Além disso, está mantido até o final de março, pelo menos, nossa restrição geral de atividades às 20h (até as 5h). Possivelmente, estenderemos isso aos fins de semana", afirmou.


Veja também:


16/04/2021 | 10h17min

» Saúde: Banco de sangue segue solicitando voluntários para doar um pouco de vida a quem está em tratamento de saúde

16/04/2021 | 09h23min

» Pandemia: Com mais 2.275 doses, santiaguenses de 62 anos serão vacinados

15/04/2021 | 18h32min

» Trânsito: Acidente no centro de Santiago envolve três carros


Comentários:


Voltar ao topo