No ar:

Ouvir!     

» Geral » Economia


01/05/2021 | 10h27min

Economista prevê queda do desemprego com aumento da vacinação

Melhora deve ocorrer já no segundo semestre do ano

O economista do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) Rodolpho Tobler avalia que, com o aumento da vacinação contra a covid-19, a economia do país deve melhorar nos próximos meses. E, consequentemente, as taxas de desemprego devem ter alguma recuperação já no segundo semestre do ano. “Mas a recuperação mais robusta, mais completa, só para 2022 e, principalmente, com a ampliação da vacinação”, disse. 

 

Tobler analisou que a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) para o trimestre móvel de dezembro a fevereiro, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (30), ficou próxima do resultado do período de novembro a janeiro, que apontou taxa de desocupação no país de 14,2%, 3 pontos percentuais acima do verificado em igual trimestre móvel anterior (11,2%). No trimestre móvel dezembro/janeiro/fevereiro, a taxa média de desemprego no Brasil foi de 14,4%, o que significa que 14,4 milhões de pessoas estão desempregadas no país. Esse é o maior contingente desde o início da série histórica, em 2012.


Veja também:


05/05/2021 | 12h06min

» Saúde: Centro Empresarial de Santiago ainda tem algumas doses para a vacina contra a Gripe

05/05/2021 | 11h13min

» Oportunidade: Motorista de carreta é uma das vagas do Sine de Santiago

05/05/2021 | 10h58min

» Publicidade: Sorteio especial Damian CenterLar!


Comentários:


Voltar ao topo