No ar:
Santiago Movimenta - Paulo Pinheiro    13h20min às 14h00min

Ouvir!     

» Geral » Saúde


21/08/2019 | 09h04min

Diabetes: Pesquisador brasileiro identifica substância produzida pelo organismo que pode tratar a doença

A substância, chamada lipídio 12-HEPE, é um tipo de gordura produzida e liberada pelo tecido adiposo marrom; substância ainda não foi testada como tratamento em humanos

O pesquisador brasileiro Luiz Osório Leiria identificou uma substância produzida pelo organismo que ajuda a controlar os níveis de glicose e pode ser uma alternativa para o combate ao diabetes. A descoberta foi feita durante uma pesquisa de pós-doutorado na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

 

Segundo Leiria, a substância, chamada lipídio 12-HEPE, é um tipo de gordura produzida e liberada pelo tecido adiposo marrom. Na pesquisa, ele descobriu que camundongos obesos tratados com esse lipídio apresentaram maior eficiência na redução dos níveis de glicose no sangue do que aqueles animais que não tinham recebido o tratamento com o lipídio.

 

“Nós descobrimos que ele é especializado em promover a captação de glicose tanto para dentro do tecido adiposo marrom, para que ele mesmo utilize a glicose para queimar a energia, como também promovendo a captação de glicose até para o músculo, o que ajuda a fazer a depuração dessa glicose do sangue. Então, esses mecanismos de captação de glicose estão prejudicados no diabetes. O que esse lipídio faz? Ele auxilia neste processo, diminuindo, então, mais rapidamente os níveis de glicose no sangue”, relata.

 

Dados da Sociedade Brasileira de Diabetes indicam que existem atualmente no Brasil mais de 13 milhões de pessoas vivendo com a doença, o que representa 6,9% da população nacional.

 


Veja também:


15/11/2019 | 10h06min

» Saúde: Saúde lança campanha para prevenir a obesidade infantil

15/11/2019 | 06h50min

» Publicidade: Feriadão, vem para o Damian CenterLar!

15/11/2019 | 06h23min

» Protesto: Assembleia de servidores da UFCSPA, Ufrgs e IFRS define adesão à greve nacional nos dias 26 e 27


Comentários:


Voltar ao topo