No ar:

Ouvir!     

» Geral » Alerta


05/10/2020 | 16h49min

Criminosos têm aproveitado a pandemia para aplicar golpes bancários

Segundo a Febraban, a federação brasileira de bancos, de março até agora, o número de golpes envolvendo o sistema financeiro subiu quase 80%

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

Criminosos têm aproveitado a pandemia para aplicar golpes bancários. Para se ter ideia, segundo a Febraban, a federação brasileira de bancos, de março até agora, o número de golpes envolvendo o sistema financeiro subiu quase 80% .A maior parte das vítimas, 60%  delas, são idosos. Atualmente, existe uma lista dos principais golpes aplicados pelos criminosos. 

 

O primeiro é o da pescaria digital, onde são enviados links falsos, que direcionam o usuário a sites maliciosos, que solicitam informações pessoais em troca de falsos benefícios.  Há também o golpe do falso funcionário, que liga para a vítima se passando por empregado do banco, informa que há problemas no sistema, e que precisa atualizar informações. 

 

 Nesse momento, solicita os dados do cidadão, que acaba por informá-los ao bandido. // outra prática também é a do falso motoboy.  Um criminoso, passando-se por funcionário do banco, diz que um novo cartão será enviado por meio de um motoboy.

 

 A vítima confirma informações pessoais e o endereço para entrega.  No ato do recebimento do novo cartão, que é falso, o motoboy solicita que o antigo seja entregue a ela, para ser devolvido à instituição financeira. 

 

Há, ainda, o golpe da ajuda maliciosa, onde o bandido oferece para ajudar alguém na agência bancária, e num momento de distração da vítima, troca cartões e até envelopes com dinheiro que seriam depositados.  Por fim, o Whatssap também tem sido uma ferramenta muito usada pelos malfeitores.  Eles costumam entrar em contato se passando por funcionários de empresas, convencem as vítimas e enviam um link malicioso, capaz de hackear o whats app do usuário. Para não cair nos golpes dos criminosos, desconfie sempre.  Na dúvida, a pessoa não deve cliquar em nada, e não dar informações pessoais;  não entregue seu cartão a quem não conheça, nem aceitar ajuda de estranhos nas agências bancárias.  Recomenda-se ainda manter o antívirs do celular atualizado, e ao fazer compras on-line, escolher sempre sites conhecidos. 

 

 


Veja também:


27/10/2020 | 16h49min

» Trânsito: Validade da CNH é uma das mudanças no código de trânsito brasileiro

27/10/2020 | 11h59min

» Economia: Auxílio emergencial: Caixa libera último saque do ciclo 2

27/10/2020 | 11h10min

» Abastecimento: Convênio técnico deve resolver problemas de armazenamento de água na barragem de Santiago


Comentários:


Voltar ao topo