No ar:
Correspondente Ipiranga - Rede Gaúcha Sat    08h00min às 08h10min

Ouvir!     

» Geral » Cidade


30/09/2020 | 15h49min

Corede define três programas para a consulta popular 2020/2021

De acordo com o presidente do Corede, Heitor Leal foram priorizadas as áreas do Turismo

Foto: Ieda BeltrãoFoto: Ieda Beltrão

O Conselho Regional de Desenvolvimento do Vale Jaguari definiu os três programas para a cédula de votação da consulta popular 2020 com execução de R$ 360 mil para 2021 e R$ 370 mil para em 2022.

 

De acordo com o presidente do Corede, Heitor Leal foram priorizadas as áreas do Turismo, pelo fato do Vale do Jaguari apresentar potencial para acordar este gigante adormecido; apoio à Infraestrutura rural, para criação de mais condições ao homem do campo, promovendo, inclusive a sucessão rural. Para este setor estão voltadas prioridades na construção de açudes, ampliação de redes de água, distribuição de calcário, agroindústria familiar, entre outras ações.  O último programa definido pelo Vale do Jaguari para a Consulta Popular é o Melhoramento das estradas vicinais, para o escoamento da saúde, do transporte escolar e da safra.

 

Dos três programas, cada cidadão terá direito de escolher  um. Heitor disse que os Coredes aguardam o envio de recursos para que possa ser incrementada a divulgação, chamando o cidadão  para a escolha de sua demanda prioritária.

 

  A votação da consulta popular 2020, exercício 2021, por conta da pandemia vai ocorrer de 26 de outubro a 03 de novembro pela internet. Diferente de outros anos, a população terá sete dias para escolher as prioridades, assim como o Corede Vale do Jaguari para divulgar as prioridades.

 

 

 


Veja também:


08/12/2021 | 13h10min

» Saúde: Pfizer diz que proteção contra ômicron necessita três doses

08/12/2021 | 13h06min

» Educação: Publicada medida provisória que cria o Programa Internet Brasil

08/12/2021 | 11h52min

» Feriado municipal: Imagens: missa campal reúne fiéis junto ao monumento à Nossa Senhora Imaculada Conceição, padroeira de Santiago


Comentários:


Voltar ao topo